Quando uma mulher dá à luz a uma nova vida, ela demonstra não só o poder da sua própria natureza de gerar e conceber um ser humano, mas também, um poder que é um verdadeiro bálsamo em nossas vidas: ela prova que é possível transformar dor em amor!

Vivo hoje o quarto dia mais importante da minha vida, o quarto, porque o primeiro foi o meu nascimento, o segundo, foi o dia que conheci a mulher que é a luz que me proporcionou os outros dois dias mais significativos de toda a minha existência, o nascimento dos meus dois filhos.

Sem ela, nada disso seria possível, sem a sua capacidade de transformar dor em amor eu não estaria vivendo essa tal felicidade que me faz sorrir feito bobo e achar tudo lindo.

Essa mulher que é o símbolo da fertilidade, da colheita, da prosperidade em minha vida. Ela gerou dentro dela, em seu ventre, o amor que se transformou em gente, que brotou e cresceu a partir de uma semente e, desabrochou nesse mundo, com saúde e vai ficando mais forte, quanto mais amor ela sente.

Meu segundo filho nasceu, veio ao mundo mais um pedaço meu, uma pequena fração que já é gigante dentro do meu coração.

Filho é para um pai, um recomeço, uma brisa suave de esperança, um combustível que nos leva a conduzir a nossa vida com mais zelo, comprometimento e responsabilidade.

Ter um filho não é para qualquer um não, dois então, nem se fale, mais então é doação atrás de doação, exige entrega, soltura, direcionamento, conexão com o divino…

Não é brinquedo que a gente enjoa quando cresce, é construção feita em bases sólidas, tijolo por tijolo, como as moradas mais antigas que permanecem em pé por mais de 100 anos. Filho é feito de verdade, da união das verdades do pai e da mãe.

É energia vital brotando em terra fértil, é o verdadeiro amor mannifestado bem diante dos nossos olhos.

Filho é o fruto de dois corações que se uniram e atingiram o seu propósito sagrado, amar e ser amado.

Filho não é um fantoche que a gente cria para satisfazer os nossos caprichos mesquinhos!

Filho é um instrumento de Deus ofertado a nós para que nós os ensinemos a amar como Jesus nos amou.

Esse é o nosso trabalho enquanto pais, ensinar o verdadeiro amor aos filhos de Deus.

Como um simples servo, recebo mais um filho de Deus em meus braços e, agradeço com todo o meu coração essa bênção que é ser pai.

Hoje, me coloco a seu serviço para ensinar e orientar sem a dor do apego, apenas com a dádiva do amor.

Me ajoelho e agradeço por ter merecido esse grande presente de Deus. Por ter em meus braços mais um de seus filhos, Deus, por sentir que estou pronto para guiá-lo por um belo caminho.

Obrigado Jesus por permitir que eu recebesse em meus braços um símbolo do seu amor.

Obrigado por me guiar até essa mulher iluminada que se tornou minha esposa, esse ser de luz que recebeu a semente do nosso amor, gerou e deu à luz aos nossos filhos.

Meus filhos, vocês receberam essa luz que é fruto do amor verdadeiro e ela nunca mais se apagará.

Eu sei que a vida, muitas vezes, não é tão fácil como nós, pais, gostaríamos que ela fosse, mas também sei que, todos os desafios que virão pela frente serão superados e ressignificados porque estaremos juntos.

Junto com a mãe de vocês, que é forte e extremamente sensível, faremos tudo o que for preciso para que vocês aprendam a viver em um belo estado de ser.

Assistindo e fortalecendo a mãe de vocês, no momento do parto, eu aprendi que quando uma mulher dá à luz a uma nova vida, ela atinge um nível de excelência tão extraordinário que ela se torna capaz de transformar dor em amor.

Por isso, meus filhos, fiquem tranquilos, porque diante dessa verdade, eu sei que toda dor que por ventura surgir no ceio de nossa família, será, consequentemente transformada em amor, inevitávelmente. Porque foi o mais puro amor que trouxe vocês até aqui. E é nesse amor que viveremos enquanto aqui estivermos.

Obrigada por tanto amor, meu coração se expandiu mais e mais e quase saiu do meu peito.

Amor de pai é diferente de amor de mãe, mas o amor de um pai é tão forte e poderoso quanto, principalmente quando esse pai reconhece a beleza que existe em amar um filho.

Quando um pai honra a mulher que deu à luz aos seus filhos, ele aprende com ela, a transformar toda dor em amor.

E feito isso, mesmo no meio do caos, da crise, de tormentas e tempestades, a luz se faz reluzente e o amor sempre vence!

Eu amo vocês hoje e para todo o sempre. Ass: papai!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.