Perdoe-se! Aceite que você fez o melhor que pôde naquele momento e naquela situação.

Todos nós já fizemos coisas das quais nos arrependemos, e quem diz que nunca se arrependeu de nada, vive uma mentira. Porque quem não se arrepende, não consegue aprender com os próprios erros.

É preciso se arrepender para que assim, se possa enxergar claramente, os comportamentos que te levaram a essa situação que você vivencia hoje.

Você esqueceu de enviar um relatório e isso resultou na sua demissão, você deixou escapar um segredo de um amigo e a amizade se desfez, ou talvez, você já tenha feito algo para machucar intencionalmente outra pessoa e a lembrança desse fato te incomoda inconscientemente.

E agora você se sente mal. Você sente um nó no estômago e não consegue parar de repetir a situação em sua cabeça.

No fundo, você sabe que não poderia ter feito melhor com a consciência que você tinha naquele momento, mas agora parece que você é a pior pessoa do mundo. E você não tem ideia de quando – ou mesmo se – você será capaz de se perdoar.

No entanto, sentir remorso não é uma maneira produtiva de lidar com tudo isso. Por mais difícil que pareça, deixar de lado a culpa e a vergonha é uma parte necessária para superar qualquer erro ou constrangimento, e conseguir aprender com eles para não errar novamente.

Mesmo que não possamos mudar a forma como tudo aconteceu e como a outra pessoa reagiu a uma situação, sempre podemos mudar nossa própria perspectiva.

Perdoe-se e siga em frente!

Se acolha com carinho! Olhe para os seus erros com compaixão.

Perdoe-se, caso contrário, você não conseguirá se tornar uma pessoa melhor, pelo contrário, você acabará fazendo pior da próxima vez. Porque se você não aprende com o seu erro, você o repete.

Lembre-se de que não há problema em se arrepender, o problema está em alimentar essa culpa eternamente.

As emoções servem para um propósito, elas querem nos ensinar a encarar a verdade a respeito de nós mesmos. Acontece que, geralmente, acabamos caindo na armadilha do ego que nos leva a tentar encontrar culpados, ou, nos faz culpar a nós mesmos de uma maneira muito cruel. Mais cruel do que se faz necessário.

Seja mais amoroso com você, acolha seus erros e aprenda com eles. Ninguém passa por essa vida sem errar. O erro é necessário para que se possa acertar em uma próxima oportunidade. Perdoe-se!

Se você não consegue se perdoar, me chame no direct @rhamuche, e agende uma consulta individual.

**DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.