Até que se prove o contrário, todo mundo é bom. Na sua frente, diz maravilhas, é só sorrisos, mas basta você virar as costas e a verdade aparece, não para você, mas para os outros.

Infelizmente, muitas pessoas fingem ser quem não são apenas para tirar vantagem da gente, apenas para obter aquilo que elas querem de nós. Se a gente não estiver muito atento aos sinais que essas pessoas enviam, a gente sempre vai se decepcionar, porque a gente mesmo, muitas vezes, acaba sentindo que a pessoa não vale nada, mas nem sempre, a gente não dá ouvidos para a nossa intuição.

Eu mesma, percebo rapidamente, se uma pessoa é falsa e só está querendo se aproximar para conseguir algum benefício para ela mesma.

A forma como ela sorri, muito expansiva ou de canto de boca, com aquele olhar meio perdido… às vezes só um toque já basta, sinto a sua energia pesada, mesmo tentando ser leve.

Eu sinto tudo isso, não sou fácil de enganar. Mas em muitos momentos da minha vida, eu me deixei enganar. Mesmo sentindo que alguma coisa naquela pessoa não “cheirava muito bem”, mesmo meu coração me dizendo que ia “dar ruim”, eu ainda assim, preferi ouvir a minha mente que dizia: Dê uma chance, quem sabe ela muda, quem sabe você está errada dessa vez”.

Mas sobre isso, nunca errei. Sempre que decidi escutar a minha mente e calar meu coração eu colhi sofrimento. Colhi muita deslealdade, colhi difamação, colhi malediscência, traição, inveja, puxada de tapete, mentiras e tudo mais que vem no balaio da falsidade.

Hoje já não permito mais. Estou muito atenta ao meu coração e ouço com muito amor a minha intuição, não bato de frente com essas pessoas, também não sinto a necessidade de dizer a elas que sei quem são, porque quando fiz isso, elas se armaram e começaram a organizar estratégias pesadas de ataques, que até então, eram veladas.

Eu simplesmente me afasto e faço a “egípcia”, sabe como é? Eu deixo pra lá porque eu sei que elas vão tropeçar sozinhas, eu não preciso sujar as minhas mãos. Mas é óbvio que, se eu perceber que elas estão tentando prejudicar alguém, eu as denunciarei, porque não tenho medo do mal que elas fazem, eu caminho junto a um Deus poderoso que me concede a proteção que eu preciso e Ele sempre me concede muitos livramentos, assim que eu decido ouvir o meu coração e escolho seguir o que ele diz.

Depois de muitos tombos aprendi a escolher quem caminha comigo e quem precisa ficar bem longe.

Hoje em dia, para se relacionar comigo, não basta ser bom na minha frente, é preciso ser leal nas minhas costas.

Não caia nessa de “ele parece ser bom”, porque de gente que parece ser uma coisa e é outra, o mundo está cheio. Escolha ouvir a sua intuição e se proteja!

Valorize o que e quem, realmente, tem valor e, descarte, o que e quem já não faz mais nenhum sentido!

Abra as portas do seu coração para quem é leal a você e, feche, de uma vez por todas, as portas para aqueles que fingem ser bons, mas não são!

☀️ Para aconselhamentos e direcionamentos de caminhos – Agende uma SESSAO DE AUTOEXPANSÃO por direct @ESCRITORAIARAFONSECA

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Iara Fonseca, jornalista, escritora, editora de conteúdo dos portais Resiliência Humana, Seu Amigo Guru, Homem na Prática e Taróloga. Para agendar uma SESSÃO DE AUTOEXPANSSÃO com a Iara

*Foto de John-Mark Smith no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA, SEU AMIGO GURU e HOMEM NA PRÁTICA. Neurocoaching e Mestre em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram @escritoraiarafonseca .