Não caia nessa de “no fundo é uma boa pessoa”!

Você não pode ficar procurando “petróleo” no fundo de cada pessoa que você conhece nessa vida. É importante desenvolver o “feeling” para perceber se aquela pessoa com quem você quer se relacionar, é o tipo de pessoa que você gostaria de ser, ou, que você jamais seria.

Se você perceber que você jamais faria a mesma coisa que o outro fez, ou que você nã gostaria de fazer ou que, fizessem com você, só isso, já é um sinal de que essa pessoa não é uma boa companhia pra você.

Não fique se iludindo e esperando que ela vá ser uma pessoa melhor, que ela, com o tempo, vá mudar de comportamento, porque isso pode acontecer, como pode não acontecer e, esperar, poderá te fazer perder um tempo precioso.

Cada pessoa que passa pelas nossas vidas, tem muito a nos oferecer e a nos ensinar, tanto para o bem quanto para o mal, mas a gente precisa facilitar as coisas pra gente mesmo, não dificultar.

Quanto mais a gente se permite viver relações abusivas, que nada acrescentam de bom, apenas nos sugam e nos fazem sofrer, mais a gente desvia do caminho que iria nos levar a felicidade.

Depois não adianta ficar reclamando, dizendo que tem o dedo podre, que não tem sorte nos seus relacionamentos, porque não é questão de sorte, é apenas uma questão de “feeling”, de sentir que está na hora de encerrar um ciclo de sofrimento, de perceber que aquela pessoa não vai te oferecer nada de bom, a não ser uma boa lição de como não ser.

Se você já sabe o que você não quer, não insista em uma situação que te machuca.

Quando você diz: “no fundo, ela é uma boa pessoa”, você está querendo dizer: “Ela vai me fazer sofrer”, mas infelizmente, você tapa os olhos para a verdade e se deixa enganar!

Se dê uma chance de ser feliz com alguém que já está jorrando petróleo por aí, sem que você precise cavar, se desgastar, se esforçar sobremaneira, para encontrar. Você merece mais do que alguém qu “no fundo é uma boa pessoa”.

*Se você quer encerrar os ciclos de relacionamentos abusivos e tóxicos na sua vida, me envie um direct para @rhamuche, eu posso te ajudar!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

*Foto de Lauren Rader no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.