Muitas vezes, gentileza não gera gentileza, gera gente folgada!

Não carregue o mundo nas costas! Cuide apenas do peso que você pode resolver e trazer soluções, as outras coisas, deixe nas costas de quem é de direito!

Quanto antes você decidir cuidar de si e carregar somente o peso que lhe compete, mais cedo começará a viver com melhor qualidade de vida e realização.

Era uma vez um homem (mas também poderia ser uma mulher, e talvez até já tenha sido você) que carregava o mundo nas costas. Ter o mundo em suas costas significa tentar resolver todos os problemas de muitas pessoas e se culpar por todas as coisas que não saem exatamente como planejadas. Certamente, a vida sob essa perspectiva é muito pesada.

A história do homem não importa neste momento, mas a sua história importa muito a todo instante.

Assim vale pensar que existem pessoas que acreditam que se seguirem o caminho do seu coração, ou seja, aquilo que realmente desejam fazer, irão prejudicar a vida de outra pessoa a tal ponto que esta não conseguirá se reestabelecer.

Algumas pessoas deixam seus sonhos de lado por seus pais, namorados ou namoradas e também por seus filhos.

Nós somos responsáveis pelas escolhas que fazemos e pela vida que escolhemos viver e, à exceção de pais e mães, enquanto seus filhos são crianças e adolescentes, nós não somos responsáveis pelas escolhas dos outros.

Sendo assim, o outro é responsável pela vida dele, e você não irá conseguir viver plenamente, se buscar agradar a todos e viver conforme as expectativas que os outros têm para você!

Entenda algo muito importante: a partir do momento em que você se torna adulto, você é responsável por você e por escolher cada caminho que deseja seguir.

Leia também: Pare de esperar por uma reciprocidade que não acontece

Durante esse caminho, algumas pessoas irão com você e outras deixarão de ser sua companhia. Umas permanecem mais tempo; outras, menos, mas o mais importante é você perceber que você sempre estará com você.

Meio óbvio? Mas o óbvio precisa ser dito, pois nem sempre damos ao óbvio a atenção que ele deve receber.

Sendo assim, cuide-se!

Como?

Aprenda. Cada um de nós tem o seu tempo de aprendizagem para cada coisa que vive.

Se está difícil saber fazer algo sozinho, procure ajuda.

Todos nós precisamos de ajuda em diferentes aspectos ao longo da nossa vida, e está tudo bem ser assim.

Se você está percebendo que a sua gentileza está gerando gente folgada, está na hora de aprender a impor limites claros, entenda que você precisa se priorizar.

Está pesado demais? Chame no direct @rhamuche, pedir ajuda é sinal de coragem!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.