As melhores coisas que existem na vida, não são coisas!

De vez em quando, a gente se perde, e não encontra meios de voltar ao equilíbrio, e se pararmos para observar os motivos que nos levaram a esse desalinhamento interior, na maioria das vezes, poderemos concluir que, foram coisas que estão fora do nosso controle.

Coisas como, preocupações com a falta de dinheiro, com a vontade de ter alguma coisa que ainda não temos, com o desejo de conquistar alguma coisa que ainda não conquistamos, ou até com a falta de aceitação por não conseguir realizar as coisas que precisam ser feitas para que a gente alcance o nosso objetivo.

Acontece que, as melhores coisas da vida, não são coisas, e quando a gente se prende ao desejo de ter coisas, a gente perde a alegria de viver, a gente perde a grande oportunidade de aproveitar a vida com tudo aquilo que ela já tem a nos oferecer.

Essa frase título foi atribuída ao humorista Art Buchwald e ao colecionador de citações Laurence J. Peter, e é muito apropriada para o momento atual, onde estamos enfrentando uma guerra, não apenas entre países, mas entre as nossas sombras e a nossa essência genuina que anseia por luz.

No entanto, enquanto a gente continuar dando mais valor as coisas do que às pessoas, nós permaneceremos abreviando a vida, e favorecendo a morte.

A vida nos pede para que valorizemos a vida, não as coisas. O que a vida pode nos oferecer de melhor, muitas vezes, não valorizamos. O melhor da vida é o amor, a amizade, o apreço, a bondade, a honestidade, a parcimônia, a compaixão, o perdão, a compreenssão, o carinho, a atenção, a abundância… uma infinidade de melhores qualidades da vida são intangíveis e espirituais, mas, no entanto, muito reais.

As melhores coisas da vida, não são coisas, mas sim, a maneira que encontramos de enfrentar as nossas crises, e as crises, só serão superadas, quando aprendermos a valorizar o ser.

Porque quando você sabe quem você é, e o que a vida tem a te oferecer, você para de dar tanto valor ao que você tem que comprar e pagar, e passa a valorizar o que a vida pode te oferecer de graça.

Se você sente uma profunda dificuldade em valorizar a sua vida, você pode estar, nesse momento, enfrentando uma crise. Envie um direct para @rhamuche, eu posso te ajudar.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

*Foto de Thiago Barletta no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.