A chave para enriquecer a sua vida é fazer as pazes com os seus pais!

Se você tem uma relação complicada com os seus pais, ou com apenas um deles, já pensou em romper os laços, mudar pra longe, ou já fez isso. Se você deseja do fundo do seu coração que eles mudem, para que assim, você possa a voltar a se aproximar deles, você não está sozinho.

Milhares de pessoas estão sentindo o mesmo que você, nesse exato momento, e praticamente, todas, estão vivendo uma vida de escassez e enfrentando prejuízos financeiros.

Mas o que a relação com os nossos pais tem a ver com o meu enriquecimento?

A dor que você carrega da infância e se perpetua na vida adulta impede que você se coloque na vida com todas as suas potencialidades e talentos, e é isso que atrapalha as suas conquistas, não só financeiramente, mas em todas as áreas da sua vida.

Como muitos de vocês, eu também carregava muitas críticas, julgamentos e exigências em relação aos meus pais, e no decorrer do processo de autoconhecimento, comecei a despertar para os motivos que me faziam sofrer e, principalmente, não progredir.

Percebi que, quanto mais eu julgava e culpava os meus pais, mais a minha vida se enrolava e virava de cabeça para baixo. E pior, eu comecei a perceber que eu repetia os mesmos erros que eu julgava neles.

Alguns mestres abriram meus olhos quando meu pai ficou doente. Eu pensava que poderia perdê-lo e que depois que ele partisse, talvez, a dor que eu sentia, seria menor. Mas a resposta que eu recebi foi um tapa na minha cara: “Ele ainda estará vivo em sua mente. Por isso, você precisa fazer as pazes com ele agora.”

Não vou negar, foi muito difícil pra mim admitir que eu tinha que fazer as pazes com os meus pais para conseguir viver a vida que eu desejava viver, eu me perguntava: “Como posso fazer isso?”.

Quanto mais eu perguntava como, mais as as respostas chegavam, e todas, se relacionavam entre si, todas me levavam ao “não julgamento”, e a integração dentro do meu coração, das forças e potencialdades dos meus ancestrais, começando pelos meus pais.

Despertar para essa verdade foi tão libertador que eu senti que o meu propósito de vida estava justamente aí, em ajudar as pessoas a viverem em paz com os seus pais. Me tornei Constelador Familiar, depois que eu vi a minha vida familiar transformada por essa técnica e por todas as ferramentas que ela nos dá para superar as dores da infãncia, até as dores atuais.

Fazer os exercícios e processar o conteúdo dos livros, cursos e mestres, me ajudou a fazer as pazes com o meu pai, a o aceitar como ele é e me permitiu fazer minha parte na transformação do meu relacionamento com minha mãe.

Infelizmente, poucas pessoas fazem essa relação. A maioria pensa que uma coisa não tem nada a ver com a outra, e seguem suas vidas, com altos e baixos, sobrevivendo aos dias, sem perceberem o que de fato, está causando esses fracassos sucessivos.

O que você precisa para enriquecer a sua vida?

Você precisa fazer um movimento de honra em relação aos seus pais, olhar para eles como pessoas que só fizeram o que podiam, com a consciência e as ferramentas que tinham, ou ainda têm. Assim que você fizer esse movimento de gratidão a vida que lhe foi dada, você vai ver que as limitações que te impediam de avançar, começarão a se dissolver no ar, como se nada fossem.

*DA REDAÇÃO RH. *DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.