Ouvindo Deus através dos livramentos…preste atenção aos sinais!

Fabiana Dainese Mauch

Nossa vida terrena é cheia de passagens milagrosas, basta prestarmos atenção aos sinais… Acredito que a vida por si só, já é um verdadeiro milagre, você dormiu, acordou, respirou: é o milagre da vida que renasce a cada dia… Quando no dia a dia algo positivo, inesperado, especial e misterioso acontece, isto é mais que um milagre, é maravilhoso! É livramento! O livramento é daquelas coisas que quando acontecem, leva um tempo para “cair a ficha”, compreender e assimilar os fatos, pois o livramento nos encanta, nos inebria e se torna inesquecível em nossa mente e coração.

Por vezes penso nas coisas corriqueiras que acontecem, perder um ônibus, se atrasar, se adiantar, estar pronto para sair e de repente toca o telefone, ter que voltar porque esqueceu algo, errar o caminho, etc…etc…

São formas de livramento, pois nós não somos os donos da nossa vida, ela pode mudar completamente em apenas um segundo! Um segundo pode ser precioso, por isso quando algo acontece no seu caminho, por mais que possa parecer negativo, porque está te atrasando ou te desviando , não reclame, pois podem ser livramentos !

Os livramentos também podem surgir em forma de pessoas que cruzam o nosso caminho, algumas pessoas são bênçãos em nossas vidas, que saibamos reconhecer para poder retribuir ou ser também bênção na vida de alguém…

Esta semana vivi um livramento, me fez refletir e obviamente viraria um escrito. O carro passou três semanas no concerto, pois o barulho estranho vindo da direção insistia em permanecer e preocupar, chegou no seu ápice, manutenção reativa finalizada, bomba da direção trocada, pronto para a próxima longa jornada, agora sem barulho, sem preocupação.

Longo caminho, após uma hora, eis que estou chegando ao destino, subitamente a preocupação retornou, pois o barulho de antes voltara sem ser convidado, curioso e estranho, o fato não me impediu de estacionar, apesar do barulho repentino, a direção estava normal. Parado, ficou ali, enquanto eu segui meu destino normalmente.

No final do dia, retornei, entrei, liguei-o, ações completamente automáticas, o pensamento voava longe…nem tanto, pois ao tocar no volante, senti que estava completamente travado, pesado, não tinha condições de fazer trajeto algum! Que susto! Tirei o carro da vaga e depois estacionei-o de volta com muita dificuldade.

Meu Deus que livramento! Imaginei se o volante tivesse travado durante a ida, o que poderia ter acontecido?

O susto, o inesperado!

Também pensei que poderia ter travado durante o trajeto de volta, à noite…mas não!

Tudo aconteceu de uma forma especial, era como se eu estivesse protegida ali dentro do estacionamento, ali o carro chegou aparentemente intacto, a direção travada somente no final do dia apesar dos indícios na chegada…direção providencialmente travada antes da minha saída… recorri a um táxi e no dia seguinte a um guincho, causa descoberta: peça com defeito.

Voltei refletindo sobre as circunstâncias, não tive dúvidas que vivera um livramento bastante especial.

Gratidão!

Quantos sinais em um único dia! Quantos sinais pela vida!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Fabiana Dainese Mauch
Apesar de apaixonada por filosofia, psicologia e relações humanas, estudou e trabalha na área de exatas, encontrando na escrita uma forma de se aproximar de suas paixões. Ama pensar sobre a vida e o que podemos fazer para melhorar o mundo e a nós mesmos.

COMENTÁRIOS