O PERIGO DE SE SUFOCAR COM PALAVRAS NÃO DITAS E SENTIMENTOS NÃO VIVIDOS

Bruna Cosenza

Vivemos num mundo em que as pessoas têm medo de demonstrar o que sentem, o que querem de verdade, e o que incomoda quando o assunto são relacionamentos. Com receio de parecerem malucas ou interpretadas de forma equivocada, continuam aceitando de cabeça baixa o fluxo das coisas, se escondendo em suas conchas.

Não façam isso. Sou completamente a favor de pessoas que gritam que amam, que brigam pelo o que acreditam, que pedem para mudar, que vão atrás do que acham certo. Tudo bem, se expor não é tão fácil assim. É preciso de muita coragem. É preciso não se importar com o que os outros vão pensar. É preciso ter pensamentos muito fortes e consolidados e ter certeza do que se quer. Mas eu garanto que é a melhor maneira de se sentir bem consigo mesmo.

Quando estamos nos relacionando com alguém, muitas vezes deixamos o rumo das coisas na mão dos outros. “Se ele(a) me chamar para sair, eu vou”, “Se ele(a) falar comigo, eu falo”, “Se ele(a) quiser namorar, eu também quero”. Desculpa, mas é ai que mora o erro. Todo mundo já deixou de expor os sentimentos e vontades por puro orgulho ou vergonha. Temos medo de sermos julgados ou rejeitados, e isso é completamente normal. Mas esse é o grande erro.

Às vezes, um simples problema de comunicação faz grandes paixões morrerem na praia. Os dois acham que o outro não está nem ai, ninguém tem coragem de dizer o que realmente quer, ficam jogando o joguinho de quem parece menos interessado e, no fim das contas, se cansam e desistem sem nem saber o que de fato um sentia pelo outro. Sinceramente? Que preguiça disso tudo…

Por mais que seja difícil colocar pra fora o que sentimos e queremos, eu ainda acredito que esse seja o melhor caminho para alcançar o que se deseja. Afinal, se não dissermos para o outro o que nos incomoda e o que esperamos daquele relacionamento, como ele adivinhará? Há sim a possibilidade de rejeição e julgamento, mas eu garanto que se não era pra ser, isso viria de qualquer forma, talvez apenas um pouco mais tarde.

As pessoas precisam parar de se esconder em suas conchas pelo medo da rejeição. Não há sensação melhor do que colocar tudo pra fora. Você tira aquele peso das costas e sabe que fez tudo o que estava ao seu alcance. Naquele momento, você tem certeza de que não ficou nada entalado na garganta e que, se não deu certo, não foi por erro de comunicação da sua parte. Suas vontades ficam claras o suficiente para que o outro também decida o que quer. Confia em mim, colocar pra fora é o único caminho seguro. Afinal, se você engolir o que sente, vai acabar correndo o risco de morrer sufocado com todas as palavras que não foram ditas e sentimentos que não foram vividos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Bruna Cosenza
Bruna Cosenza é paulista e publicitária. Acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É autora do romance "Lola & Benjamin" e criadora do blog Para Preencher, no qual escreve sobre comportamento e relacionamentos do mundo contemporâneo.

COMENTÁRIOS