O AMOR É FEITO DE OPORTUNIDADES QUE SÓ OS CORAJOSOS APROVEITAM

Quem não quer um amor? Um amor daqueles de tirar o fôlego? Acho que todos querem sentir aquela paz ao estar nos braços do ser amado que só quem ama de verdade sente. Aquela sensação de que se o mundo acabasse ali, estaria tudo bem. A sensação de que embora existam problemas lá fora, basta um sorriso para que tudo fique tão pequeno. Não sei se todos sabem o que é isso, mas talvez estejam tendo a oportunidade e, se estiverem, por que deixar passar?

Pode parecer romântico demais, e que seja, pois o amor tem o dom de nos fazer enxergar o que há de belo no mundo. Embora, existam inúmeros fatores negativos ou que podem nos fazer desacreditar no amor e na possibilidade de ter alguém que possa ser importante, é preciso estar aberto às oportunidades que a vida lhe dá, pois, enquanto reclama, essa oportunidade pode estar batendo a sua porta sem que você deixe-a entrar.

A oportunidade de ter alguém que esteja disposto a ser o melhor que pode ser só para lhe fazer feliz. Alguém que queira colorir o mundo para lhe mostrar que, apesar de nuvens nubladas, o céu também é azul. Alguém que conte piadas mesmo não sendo engraçado só para ter um sorriso seu no bolso. Alguém que sendo imperfeito esforça-se para estar ao seu lado sempre que precisar.

O amor não é feito de facilidades, mas sim de trabalho, de construção. O amor é uma obra de arte, revista, refeita, com borrões e ajustes, já que ao longo do caminho sempre vamos errar. Mais que isso, devemos errar, desde que busquemos sempre o melhor e aprendamos com os erros.

Sendo assim, a oportunidade de amar pode estar ao seu lado, no entanto, não é um diamante pronto; é uma pedra bruta que precisa ser lapida. E aqui está o problema, uma vez que quantos estão dispostos a ter esse trabalho?

Esse problema acentua-se na sociedade contemporânea, em que se esforçar por alguém é visto como sinônimo de perda de tempo ou fracasso. Todavia, ser “romântico” não é acreditar no amor, mas antes, acreditar que ele vem pronto. Ainda bem que não vem, pois, caso viesse, perderíamos todo o encanto que é colocar cada pedra que torna a estrada da relação um caminho mais bonito.

Uma beleza que só se encontra quando se pode rir junto com o outro. Quando o outro através de um olhar enternece o coração. Quando o outro não é o mais bonito ou o mais inteligente; o mais elegante ou o mais parecido com você. Quando o outro tem uma vida complicada e um gênio difícil. Quando o outro, apesar de tudo isso, está disposto a superar todos os problemas só para ser digno de um amor que torne o coração um lugar onde se possa ouvir o canto dos pássaros.

Entretanto, como já disse, querer torna-se digno desse amor é difícil e, assim, muitos de nós deixamos oportunidades de ter pessoas que tornam a vida um lugar mais divertido passar. Deixamos passar, porque somos incapazes de abdicar do nosso eu para fazer o outro feliz. Deixamos passar, porque sentimos medo de nos prender ao mergulhar no universo do outro. Deixamos passar, porque nos acovardamos diante de alguém que parece amar cada célula do nosso corpo.

Alguém que não se importa em parecer bobo. Alguém que não se preocupa com o que os outros falam. Alguém que quer fazer o possível para não deixar a oportunidade passar. Alguém que não quer se arrepender de ter jogado fora a oportunidade de ser feliz.

Para isso, é necessário deixar de ouvir a opinião alheia, abrir mão dos preconceitos e muito esforço, pois quando há amor, a caminhada nunca será fácil. Mas o que são obstáculos quando se tem alguém que te permite voar?

Além disso, é necessário só mais uma coisa: coragem. Substantivo que somente os que amam entendem o significado, pois a sede da coragem está no coração. Qualidade daqueles que entendem que o amor é uma oportunidade rara na vida e, portanto, não pode ser desperdiçada. Qualidade daqueles que têm bravura para enfrentar os riscos que amar alguém pode ter, pois, se no caminho houver batalhas e feridas, sempre haverá sorrisos com o dom da cura.

 

VIAErick Morais
FONTEGenialmente Louco
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS