Como Ser Feliz Vivendo Sozinho

Resiliência Humana

Cada vez mais brasileiros estão vivendo sozinhos, segundo a pesquisa SIS (Síntese de Indicadores Sociais) 2014, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Existem muitas vantagens em morar sozinho – ninguém com quem brigar na hora de escolher o programa de televisão ou para julgá-lo na hora que você comer um sanduíche vestindo somente uma cueca no meio da noite –, mas ao morar sozinho, você pode sentir-se muito solitário quando chegar em casa e não encontrar ninguém. Continue lendo este artigo para tirar o maior proveito do fato de morar sozinho.

Parte 1-Cuide de si mesmo

1
Envolva-se com o mundo. É muito fácil ficar isolado e encher a cabeça com pensamentos negativos, por isso você precisa fazer um esforço, mesmo que pequeno, para não se isolar do resto do mundo.
Cumprimente seus vizinhos e aprenda o nome deles. Abra as janelas e deixe o sol entrar. Saia de casa e vá ao parque ou a um restaurante novo. Não deixe sua casa se tornar seu mundo.


Passe algum tempo com seus amigos. Crie um clube do livro ou convide amigos para jantar regularmente para que você saiba que terá uma interação semanal com outras pessoas.

Se você não conhece ninguém na sua região, é muito importante que você faça um esforço para conhecer gente nova. Caso você goste de musculação, por exemplo, entre para uma academia.

2
Conheça você mesmo. Morar sozinho dá a você bastante tempo para explorar as coisas que o motivam. Medite, mantenha um diário ou experimente coisas que o façam feliz.

Conhecer suas forças únicas e aplicá-las em coisas maiores do que você mesmo (usar suas habilidades para algum tipo de trabalho voluntário, por exemplo) vai ajudá-lo a aumentar a sua felicidade.

Aprenda o que desperta em você os sentimentos de solidão. Pense nas vezes em que a solidão impactou fortemente a sua vida e faça um plano para combater isso.

Você se sente desanimado quando retorna à sua casa sozinho depois da aula ou do trabalho? Planeje uma atividade, como aula de zumba, que dê a você tempo o suficiente para chegar em casa, trocar de roupas e sair novamente.

Aprenda as vantagens de morar sozinho – seja beber suco direto da garrafa, limpar a casa só de cuecas ou ir ao banheiro com a porta aberta – e desfrute delas.

3
Adote um animal de estimação. Trazer um animal peludinho para casa pode ajudá-lo a aliviar o sentimento de solidão que você pode ter ao morar sozinho. Os animais preenchem nossa necessidade natural de toque físico e de companheirismo, o que pode ajudá-lo a gerenciar melhor o seu estresse.

Estudos mostram que pessoas com animais de estimação são mais saudáveis e vivem mais. Ter um animalzinho pode, inclusive, reduzir sua pressão sanguínea.

Eles dão a você uma nova rotina: é preciso alimentá-los, levá-los para passear e cuidar deles. Além disso, os animais de estimação podem ajudá-lo a se distrair, pensando nas necessidades deles.

Um animal que precisa de exercícios, como um cachorro, pode fazer com que você também se exercite, melhorando sua saúde física durante esse processo.

Lembre-se, porém, de que um animal de estimação é um compromisso de longo prazo, portanto, tenha certeza de que ele se encaixa eu seu estilo de vida. Se você não fica muito em casa, um cachorro pode não ser a melhor opção. Um gato, coelho ou réptil pode ser uma escolha melhor.

4
Pratique a autodisciplina. Claro, uma das melhores coisas em morar sozinho é que você pode usar a roupa que quiser durante todo o dia sem ter ninguém para julgá-lo. Porém, se você cair em um estado de apatia e parar de cuidar de si mesmo – parar de tomar banho, de se vestir, de se exercitar ou comer de forma incorreta – você pode facilmente entrar em depressão. Essas coisas são de sua responsabilidade.

Force-se a levantar da cama e a vestir uma roupa todos os dias, mesmo se não tiver planos de sair casa. Até mesmo um esforço mínimo pode fazer a diferença no combate à depressão.

Pessoas que arrumam a cama ao acordar tendem a ser mais produtivas, autodisciplinadas e sentem-se melhor sobre elas mesmas. Essa é uma ótima forma de começar o dia.

Morar sozinho também significa que você precisa controlar seus vícios. Se você sabe que não consegue comprar uma garrafa de vinho sem bebê-la inteira, pode ser melhor trocá-lo por algo que venha em uma garrafa menor.

5
Tenha um plano para quando você ficar doente. Ficar doente sem ter um colega de quarto, cônjuge ou membro da sua família por perto para ajudá-lo a ir ao hospital ou farmácia pode ser uma grande desvantagem de morar sozinho.

Pense com antecedência e mantenha sua caixa de remédios em dia com um termômetro, remédio para febre ou dor, descongestionante nasal e xarope para tosse.

Tenha um kit de primeiros socorros em mãos com pomada antibiótica, gaze e band-aids, álcool e analgésicos.

Essa é mais uma razão para você conhecer seus vizinhos – se você estiver muito doente, é possível pedir que eles busquem algum remédio para você ou comprar alguma canja de galinha, por exemplo.

6
Aprenda a cozinhar para uma pessoa. Existem muitos livros ou websites de culinária que ensinam as pessoas a fazer refeições deliciosas e dinâmicas para uma pessoa. Você não precisa comer a mesma coisa cinco dias seguidos, e nem comer fora todas as noites.

Aprenda a usar as sobras da sua comida de forma criativa. Transforme o resto da carne em deliciosos tacos junto com um pouco de limão, salsa e tortilhas, ou use os restos dos legumes e vegetais em uma macarronada e faça um prato totalmente novo.

Planeje suas refeições no começo da semana para facilitar na hora de fazer compras. Saber como você vai usar sua comida, bem como a quantidade, vai ajudá-lo a evitar gastos.

7
Saiba que isso não é para sempre. Só porque você está sozinho agora, ou tem estado por um tempo, não significa que vai continuar sozinho para sempre. Aprender como ficar feliz, realizado e completo (tudo isso sozinho) pode ajudá-lo a criar e manter relacionamentos e amizades bem-sucedidos.


Parte2Cuidando da sua casa

1
Programe uma hora para a limpeza. Quando você vive sozinho, não é difícil descuidar-se das coisas, seja por você pensar que ninguém vai ver a sua bagunça ou por não ter ninguém com quem dividir os afazeres domésticos. Mas ter uma casa suja e bagunçada é um convite para pestes, o que pode levar a danos à casa e custar a você dinheiro para consertá-la depois. Planeje pequenos afazeres domésticos durante a semana para que eles não se acumulem ou sobrecarreguem o seu final de semana. Limpar e organizar a casa um pouco por dia também ajuda você a criar o hábito de manter a casa limpa.

Comece pelo banheiro. Quando o mofo, as manchas da privada e o bolor acumulam, eles ficam mais difíceis de serem removidos a cada dia (além de serem nojentos). Se você usar regularmente um pouco de spray de chuveiro e limpador de vaso sanitário, você vai evitar um monte de trabalho árduo tentando limpar seu banheiro posteriormente.

Contrate uma empregada caso você esteja sobrecarregado com outras tarefas. Deixe um profissional fazer a limpeza completa da sua casa para você. A limpeza vai ser mais uma questão de manter o seu ambiente limpo do que limpá-lo completamente.

A bagunça também tem um impacto negativo no seu bem-estar mental. Ela é uma fonte instantânea de estresse e pode agravar os efeitos da depressão e tristeza. Inclusive, ela pode estar vinculada ao ganho de peso de forma não saudável. Manter as coisas limpas e em ordem vai ajudá-lo a ficar feliz.

2
Decore a sua casa da forma que você quiser. Seu ambiente tem um impacto direto sobre o seu bem-estar, por isso reserve um tempo para deixar a sua casa de uma forma confortável e agradável.

Pinte as paredes, pendure quadros, compre mobílias novas, etc.. Qualquer coisa que faça você se sentir bem. Bônus: você não vai precisar ter que acomodar e lidar com uma coleção de bonecos bizarros de alguém.

Se você gastou dinheiro em um item pesado ou decidiu mover seu guarda-roupa de lugar, não se machuque tentando movê-los sozinho. Desmonte os móveis o máximo possível (remova as gavetas, por exemplo). Não tenha medo de pedir ajuda se algo for muito pesado para você mover sozinho, mesmo que você tenha que contratar alguém.

3
Instale um sistema de segurança. Para proteger você (não só o seu bem-estar físico caso alguém invada sua casa, mas também o seu bem-estar mental para que você não se preocupe com ladrões) e seus itens valiosos, tome medidas de segurança como travas nas portas e janelas. Considere instalar um sistema de segurança (se você mora de aluguel, verifique na sua imobiliária) caso você tenha medo de ser assaltado. Muitos sistemas de segurança sem fio podem ser feitos e instalados por você mesmo.

Caso você decida adotar um cachorro, ele pode ser muito útil na hora de proteger a casa. Não é preciso um cachorro grande para isso – às vezes, os menores cachorros são os que latem mais alto. O latido pode ser suficiente para evitar que alguém entre em sua casa.

Conhecer seus vizinhos também pode ajudar – caso eles vejam alguma pessoa suspeita em sua casa, eles podem avisar você ou a polícia. Vocês também podem combinar de verificar se está tudo bem um com o outro quando as coisas estiverem quietas demais.

4
Faça um plano para lidar com os reparos da casa. Caso você tenha um problema de encanamento e fica fora o dia inteiro, pode ser muito difícil para consertar o problema. Tente chamar um profissional durante o seu horário de almoço para que você não tenha que se ausentar do seu trabalho. Se você confia na sua imobiliária, eles podem ir até o local com um profissional e resolver o problema para você.

FONTEWiki How
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS