A ARTE DA SABEDORIA – por Santo Inácio de Loyola

 

1- TUDO ALCANÇA A PERFEIÇÃO, E TORNAR-SE UMA PESSOA VERDADEIRA CONSTITUI A MAIOR PERFEIÇÃO DE TODAS: Alcançar a sabedoria nos dias de hoje é muito mais difícil do que era no passado. E atualmente é preciso mais recursos para lidar com um só homem do que antigamente com toda uma nação.

2- CARÁTER E INTELIGÊNCIA: São os pólos que fazem brilhar a qualidade de uma pessoa. Um sem o outro proporciona apenas metade da felicidade. Não basta ser inteligente, é preciso também ter boa índole e força de caráter. O tolo fracassa por desconsiderar sua condição, posição, origem e amizades.

3- CONHECIMENTO E CORAGEM SE UNEM NO CAMINHO DA GRANDEZA: Sendo qualidades imortais, imortalizam o homem. Você é aquilo que sabe, e se for sábio é capaz de tudo. Um homem sem informação é um mundo às escuras. O discernimento e a força são como os olhos e as mãos. Sem eles, a sabedoria não produz frutos.

4- ALCANÇAR A PERFEIÇÃO: Ninguém nasce perfeito. Devemos nos aperfeiçoar diariamente, tanto na vida pessoal quanto na profissional, até nos tornar completos, repletos de dons e qualidades. As pessoas devem ser conhecidas pelo gosto refinado, pela inteligência aguda, pela pureza de intenção, pela capacidade de discernimento. Algumas nunca se completam, falta-lhes sempre alguma coisa. Outras levam um longo tempo para se completar. O homem completo – sábio na expressão e prudente nas ações – é aceito e até desejado, no seleto grupo dos discretos.

5- REALIDADE E BONS MODOS: Não basta a substância, é necessária também a circunstância. O mau jeito estraga tudo, até a Justiça e a Razão. Já a maneira correta repara tudo: doura um “não”, adoça a verdade e até faz a velhice parecer bonita. O “como” das coisas é muito importante, e um comportamento correto conquista a afeição dos outros. O bem portar-se é algo precioso na vida. Fale e comporte-se bem e será capaz de contornar qualquer situação difícil.

6- CONHECIMENTO E INTENÇÕES NOBRES: Garantem os frutos do seu sucesso. Quando a compreensão se une à má intenção, não se tem uma aliança, mas uma violação monstruosa. A intenção malévola envenena as melhores qualidades. Auxiliada pelo conhecimento, corrompe com mais sutileza. Infeliz o homem dotado de inteligência e coragem que se entrega à maldade! Conhecimento sem bom-senso significa loucura em dobro.

7- REGRA PARA TER SORTE: A sorte tem as suas regras, e para os sábios nem tudo depende do acaso. A sorte conta com ajudo do esforço. Alguns se contentam em confiar na sorte, esperando que ela aja. Outros são mais sensatos e agem por conta própria, com uma audácia cautelosa. Amparada pela coragem e pela virtude, a audácia persegue a sorte com o propósito de obter os resultados desejados. Porém, o verdadeiro pensador tem um único plano de ação: Virtude e Prudência, pois não existe sorte ou azar, e sim prudência ou precipitação.

8- DOMINAR AS FRAQUEZAS: Poucas são as pessoas que não possuem algum defeito, fraqueza ou falha de caráter, ao qual se entregam quando seria fácil dominá-los. A prudência alheia se aflige ao ver um talento sublime, universal, ameaçado por um pequeno defeito; uma única nuvem encobre o Sol. Os defeitos são manchas na face da reputação, e a malevolência as percebe rapidamente. É preciso grande habilidade para transformá-las em sinais de beleza. Dessa maneira César soube laurear seu defeito.

9- O BOM ENTENDEDOR: Saber argumentar já foi arte das artes. Hoje não basta. Temos de ser “adivinhos”, sobretudo nas questões que podem nos enganar. Não pode ser entendido aquele que não é bom entendedor. Há pessoas que adivinham sentimentos e enxergam intenções. As verdades que mais nos interessam se exprimem sempre pela metade, só os atentos a compreendem totalmente. Nos assuntos que lhe parecem favoráveis, modere a credulidade; nos desfavoráveis, usem as esporas.

10- JAMAIS SER COMUM: Sobretudo no gosto. Sábio é aquele que não aceita o que agrada a maioria! Os discretos não se satisfazem com aplausos comuns. Alguns são tão camaleões da popularidade que têm mais prazer no sopro da multidão do que nas suavíssimas brisas de Apolo. Também não seja vulgar no discernimento. Não aprecie os milagres da maioria, pois não passam de charlatanismo. A multidão fica atenta à tolice e não presta atenção a um bom conselho.

11- MANTER AS EXPECTATIVAS: Alimente-as constantemente. Prometa e cumpra, cada vez mais. Um feito notável gera expectativa de outros ainda maiores. Não revele tudo que tem num primeiro lance. O segredo está em moderar a força e o conhecimento e pouco a pouco ir aumentando o desempenho.

12- REALIDADE E APARÊNCIA: As coisas não passam pelo que são, mas pelo que parecem. Raros são os que enxergam o íntimo, e muitos os que se apegam às aparências. Não basta apenas ter razão; é preciso que o semblante também o demonstre.

13- UM HOMEM COMPLETO: Um homem com muitas perfeições vale por muitos homens. Tem alegria de viver e transmite essa alegria àqueles com quem convive. Variedade e perfeição tornam a vida agradável. Trata-se de uma grande arte saber apreciar todas as coisas boas. E considerando que a natureza fez o homem sua obra prima, que a arte faça dele um universo de bom gosto e inteligência.

14- TER AMIGOS: É um segundo ser. Para um amigo, todos os amigos são bons e sábios. Quando se está com eles, tudo acaba bem. Você vale tanto quanto os outros acham ou dizem que você vale, e para que o queiram, deve conquistá-los através do coração. Nada fascina mais do que servir os outros, e a melhor maneira de ganhar amigos é agir como um. O máximo e o melhor que são depende dos outros. Vivemos com amigos ou com inimigos. Arranje um amigo a cada dia, ainda que não íntimo. Escolha bem e sobrarão alguns para confidentes.

15- NÃO DAR SATISFAÇÃO A QUEM NÃO PEDIU: E mesmo que lhe peçam não as forneça com ansiedade excessiva. Oferecer desculpas antes que a solicitem é incriminar a si mesmo. Desculpar-se de antemão desperta suspeitas profundamente adormecidas. Os cautelosos nunca hesitam ante as suspeitas dos outros: isso seria procurar ofensa. Tentam dissimular com um comportamento resoluto, justo.

VIASanto Inácio de Loyola
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS