AMAR É SOFRER?!?

Resiliência Humana

Até poemas e músicas falam desta forma sobre o amor!
Realmente amar é sofrer? Ou há uma diferenciação de crenças que:
Tem-se que viver sofrendo quando se ama?

Tenho comprovado em consultório que em determinadas mulheres a necessidade do amor do homem se conflui com outros tipos de amor.

Explicarei:
Nossas questões infantis são muito fortes, significativas e se propagam por nossa vida adulta.

Digo isso pelo seguinte fato que, algumas crianças não tiveram seu vínculo relacional estabelecido com a figura paterna, fazendo com que a criança cresça com uma necessidade do suporte do homem-pai. Suporte esse de atenção, reconhecimento, sustentabilidade… e claro, amor.

Então a criança-menina, vai tendo que crescer formando suas figuras de referência. E em muitas ocasiões ela mesma tem que “segurar a onda”, pois dependendo do suporte de “mãe”, ela própria terá que se superar.
Superar no sentido (em alguns casos) de ter que começar a tomar algumas responsabilidades que não são para si naquele momento.

Então o que percebo é que algumas mulheres – com suas histórias – terminam buscando no homem, o “homem-pai”; sabe àquele que irá suprir suas necessidades, àquelas que as mulheres querem como: apoio, segurança, reconhecimento… Amor.

E desta forma as expectativas são tão fortes, que se tem a vivência que: “NÃO SE SABE VIVER SEM ELE”.

Porém acredito que esses amores em muitas ocasiões se confluem, fazendo com que elas passem por cima delas mesmas pelo reconhecimento e o amor desse homem que na verdade é o “homem-pai”.

Vejam bem, sei que queremos e podemos e merecemos ter um homem que nos dê apoio, nos dê segurança, etc, etc. O diferencial é que podemos receber isso como adultas e não mais naquela necessidade “de criança-menina“. Entende?

Sei que isto é um pouco confuso, mais como estamos no mês das mulheres, queria mais fazer um alerta para nossa “classe” que:
– Se você não consegue se amar, você terá a necessidade de um “homem-pai” ao teu lado;
– Se você não percebe a mulher que você é, terá a necessidade de um “homem-pai”…
– Se você não percebe o que você ESPERA de um homem!!! Terá ao teu lado um “homem-pai”.
Então a sua relação poderá sim, ser conturbada e sofrida, pela mistura das necessidades de menina e de mulher.

Notem que não estou falando daquelas relações que mesmo sendo harmoniosas, existem conflitos, afinal de contas os conflitos fazem parte do nosso crescimento… Não estou falando disso,mais sim na crença do SOFRIMENTO.

Nós mulheres estamos cada vez mais independentes, porém ainda dependentes de alguns sentimentos que nos impedem, às vezes, de termos relacionamentos mais saudáveis…

Então… Procure olhar mais para você! E descobrir o que o homem que está ao teu lado, ou o homem que você deseja pode representar na sua vida! Para assim VIVER MAIS SAUDAVELMENTE!
Amar é viver! É sentir! É pular!

É SER FELIZ!

VIVA O AMOR!!!

FONTEPsicológico
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana

Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia


COMENTÁRIOS