7 lições importantes aprendidas com um relacionamento fracassado

Resiliência Humana

Nós culpamos os relacionamentos fracassados do passado pela fardo emocional que carregamos hoje — o medo de ter o coração partido, de desperdiçar nosso tempo, energia e emoções.

Todos encaram o fracasso — seja no amor ou nos negócios — como algo negativo. Mas se olharmos para a situação por outro ângulo, todos esses fracassos são necessários e serviram de trampolim para o sucesso que vivemos hoje.

Eis aqui o que você aprende com o fracasso e porque deve abraçar cada um…

1. Você aprende mais sobre si mesmo e sobre a vida

É só quando você fica muito próximo de alguém em um relacionamento sério que as verdadeiras personalidades se revelam. Essas personalidades não se manifestam de maneira tão forte com os amigos porque você não passa tanto tempo com eles — e não tem tantas expectativas emocionais como tem de um namorado ou namorada.

Isso realmente lhe ensina sobre a vida quando se trata de pessoas, manias, traços de personalidade, valores e atitudes em relação ao mundo.

Se o seu namorado ou namorada é muito parecido com você, então você descobre características nele ou nela que são como um reflexo da sua própria personalidade que você provavelmente não perceberia por si só.

Se você e o seu namorado ou namorada são bastante diferentes, então os conflitos e frustrações também lhe ajudarão a aprender sobre si mesmo, suas fraquezas e pontos fortes, o que gosta e o que não gosta, preferências e compatibilidades.

2. Você aprende a se comunicar melhor e de forma mais expressiva

Os relacionamentos lhe ensinam a ser mais expressivo, especialmente se você naturalmente não é.

Um relacionamento é composto de duas pessoas — não somos videntes. A não ser que você tenha a sorte de namorar alguém com quem você concorda em quase tudo, então você precisa perceber o que a outra pessoa está sentindo ou pensando. Mas mesmo assim, existem sempre coisas que você precisa comunicar e explicar para que a outra pessoa lhe entenda melhor e vocês dois possam fazer o relacionamento dar certo.

Um relacionamento fracassado lhe ensina que a comunicação é o segredo da compreensão. E a compreensão é o segredo da vida.

Sem uma comunicação clara, em que os dois lados possam se entender, discussões e discórdia são os resultados prováveis. Muitas vezes, isso acaba provocando um sentimento em um ou ambos os lados de que não são valorizados, reconhecidos ou mesmo que não haja afeição da outra parte — apesar de essa não ser a intenção, às vezes.

3. Você descobre o seu lado emocional

Estar em um relacionamento e deixar alguém entrar na sua vida requer coragem e força. Permitir a si mesmo ficar emocionalmente vulnerável pode deixá-lo tão fraco que você acaba se tornando forte. Já é difícil descobrir e entender quem nós somos — nossas paixões, nossos pontos fortes e fracos, o que gostamos e não gostamos, a forma que pensamos, no que acreditamos e valorizamos — e ainda mais descobrir o nosso lado emocional.

Quando nos envolvemos em um relacionamento, nos tornamos tão vulneráveis emocionalmente que percebemos o que nos traz plenitude, o que nos realiza emocionalmente e o que aumenta a nossa autoestima e autoconfiança de dentro para fora. Que tipo de amor lhe faz sentir amado?

Cada pessoa tem uma definição e expressão diferente do amor.

E se duas pessoas com diferentes definições e formas de expressar o amor se juntam, elas podem sentir que não estão realizadas, pois existe sempre algo que a outra pessoa não entende completamente.

Algumas pessoas demonstram amor através da troca de coisas materiais. Para outras, o amor é segurança. Algumas desejam afeto.

Independente do que o amor significa para você, você só irá descobrir o que lhe faz sentir amado por um parceiro se estiver em um relacionamento. E se você tiver sorte, só terá que passar por um. Mas, para a maioria das pessoas, é necessário vivenciar vários relacionamentos para descobrir um que se encaixa mais perfeitamente como o nosso jeito de ser.

4. Você aprende o valor de dar e receber

Chegar a um acordo e abrir mão de algo pode ser muito trabalhoso, especialmente para pessoas que tiveram uma criação muito independente. Para algumas pessoas, é bastante natural, principalmente para aqueles que cresceram em famílias grandes e muito próximas.

Existe a química —  e existe a compatibilidade. Essas duas coisas nem sempre se encontram de forma igual.

Se a química for maior que o nível de compatibilidade, então muitos acordos serão necessários — desde a maneira em que se encara o mundo e entende as coisas, até suas crenças, gosto musical, gastronômico e de estilo de vida.
Se houver mais compatibilidade do que química, então haverá uma falta de paixão e aí vem o tédio.
Em um relacionamento, você aprende o valor e a arte da troca. Os seres humanos são egoístas e é preciso ter muita força de vontade para poder dar e receber quando existe uma diferença significativa entre parceiros e os embates são frequentes. Quando chega ao ponto que você não aguenta mais, você percebe que esse lance de troca está chegando ao fim. Não vai dar certo. Não tem mais acordo que resolva.

5. Você consegue demonstrar mais empatia

Quando você ama alguém, a felicidade dela afeta a sua – você quer que a pessoa seja feliz.

Sem perceber, você começa a se colocar no lugar do outro. Você se torna menos egoísta. Você tenta entender seu(sua) parceiro(a). Você tenta fazer o relacionamento dar certo. Você consegue demonstrar mais empatia.

Se você não se envolvesse em alguns relacionamentos, você não saberia o que é gostar tanto de alguém (além dos seus familiares) que você se esforça para entendê-lo, ao invés de satisfazer as suas próprias necessidades para sentir a intensidade emocional da felicidade transferível.

Quando um relacionamento fracassa, fica difícil demais sentir essa empatia. Você não tenta mais entender a outra pessoa. A sua própria felicidade não aumenta quando o nível de felicidade da outra pessoa aumenta. Abrir mão emocional e mentalmente em favor da alegria do outro começa a acabar contigo. Mas apesar de tudo isso, essa experiência lhe ensinou uma valiosa lição emocional.

Você sabe o que é ter a sua felicidade atrelada à felicidade de outra pessoa.

6. Você aprende a ser paciente, tranquilo e resiliente

O relacionamento também lhe ensina a controlar melhor as suas emoções. Se o seu parceiro(a) é esquentado, você aprende a ser tranquilo, paciente e resiliente para conseguir lidar melhor com o temperamento difícil da outra pessoa.

Se é você que tem o pavio curto, você aprende a controlar as suas emoções e respirar fundo antes de discutir com o parceiro, gritar com ele/ela ou tratá-lo(a) de forma abusiva ou agressiva.

De um jeito ou de outro, o tempo que você passou no relacionamento fracassado não foi em vão. Você aprendeu a controlar o seu temperamento, seu humor e emoções — o que de fato é uma habilidade muito útil para se ter na vida.

7. Você aprende o desapego

Eu acredito que tudo acontece por uma razão. As pessoas mudam para que você possa aprender o desapego; as coisas dão errado para que você valorize as vezes que dão certo; você acredita em mentiras, então um dia você aprende a confiar apenas em si mesmo e as vezes coisas boas se desfazem para que coisas melhores possam surgir.
— Marilyn Monroe

Você pode ter tudo na vida, mas não pode ter “tudo de uma vez só”. Você precisa abrir mão de uma coisa para permitir que uma coisa melhor ocupe o lugar dela. Você não pode ficar preso ao passado se quiser trabalhar no presente e caminhar em direção ao futuro. Quando a coisa não parece estar dando certo, abra mão dela, para que coisas melhores possam ocupar o espaço dela.

Aprender o desapego é difícil — você aprende a controlar os seus pensamentos, sua mente, suas emoções e ações. Vez após vez, a sua mente é treinada e a sua força de vontade é fortalecida. Você pode se desapegar das coisas mais facilmente com o tempo, pois aprendeu o truque de Como Manipular A Sua Própria Mente.

Se você culpa os relacionamentos fracassados do passado pela sua bagagem emocional, pare. O tempo gasto em um relacionamento fracassado não foi em vão.

Você aprende habilidades que serão importantes para o resto da sua vida com cada fracasso. Aprenda. Ligue os pontinhos. Siga em frente.

VIAMo Seetubtim
FONTEHuff Post Brasil
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS