5 Maneiras de Evoluir

“Não deixe que os desapontamentos de hoje lancem sombra sob os sonhos de amanhã” (autor desconhecido).

Uma das partes mais difíceis de alcançar seus objetivos ou fazer mudanças positivas é evoluir através da zona de desconforto. E é nessa fase que muitas pessoas desistem – quando o processo traz a tona todos os tipos de sentimentos desafiadores.

Se você se desligar do seu trabalho para perseguir sua paixão e depois de seis meses você precisar vender seu carro para continuar, as incertezas podem apelar para sua necessidade de segurança.

Se você gostaria de cursar um mestrado em uma instituição específica, mas foi reprovado na primeira tentativa, seu ego pode dizer-lhe para não tentar novamente.

Se você gostaria de deixar alguém entrar em sua vida, mas você tem medo de se machucar, talvez você possa cair fora ao primeiro sinal de conflito.

Talvez sua vontade seja forte o suficiente para eliminar barreiras emocionais sem hesitar. Mas, provavelmente em algum momento, você irá ouvir aquela voz interior chata que diz: “Volte. É muito difícil. Não vale a pena”.

Agora, a questão é como. Como se fortalecer para que seus medos não sabotem os seus esforços? Como silenciar aquela voz interior que te impede e continuar?

1. Identificar desafios potenciais e entender que você pode lidar com eles

Liste todos os fatores que podem encorajar você a desistir. Seja específico. Quais esforços são os mais difíceis? Que mudanças podem empurrar você para longe da sua zona de conforto e te levar à zona de desconforto?

Então, pergunte-se: Qual a recompensa de continuar em frente e não desistir?

Eu estou atualmente mantendo uma agenda abarrotada de trabalhos freelance, o meu site e meu livro. Eu gostaria muito de abrir mão de alguns dos meus trabalhos freelance, mas por hora, este é o preço para continuar me dedicando às minhas paixões. Mas apenas por enquanto.

Conciliar todas estas responsabilidades pode às vezes ser esmagador. Mas eu escolhi este estilo de vida para manter minha missão, e sendo assim, estou evoluindo.

Isso também ajuda a me lembrar de que estar atarefada não significa ficar estressada. Eu posso ter muitas coisas pra fazer sem ter que me angustiar com isso. Estar ansiosa não vai fazer as coisas ficarem prontas mais rápidas, só vai sugar a alegria de algo que eu amo fazer.

2. Observe suas emoções sem resistir a eles

A menos que você tenha sido lobotomizado, você vai experimentar o avanço das emoções por toda a sua vida. Mas o importante é reconhecer que você não é o seu sentimento ou pensamento. Você existe além da máquina que é a sua mente.

Aqui é onde você veja que é capaz de experimentar a vida como ela é, sem analisar, julgar, formar opiniões, reavivar imagens do passado e se preocupar com o futuro.

Repare nos seus sentimentos. Sinta. Entenda que eles não são permanentes – você não irá sempre se sentir com medo, angustiado ou inseguro.

3. Quando suas emoções ficarem barulhentas, desafie-as com mais emoções

Em “O poder do agora”, Eckhart Tolle explora como nós podemos silenciar nossos persistentes monólogos internos e andar verdadeiramente no presente, aceitando-o como ele realmente é.

Não importa quantas mudanças desconfortáveis sejam, vale a pena caminhar através do medo e da insegurança.

4. Comemore todas as suas pequenas vitórias

Quando nós temos grandes objetivos, é tentador se sentir insatisfeito até que nós os tenhamos atingido completamente. Quando você alcança um objetivo, ele se destaca entre os itens contidos em sua lista de coisas a fazer.

Na verdade, é muito mais do que isso. Este é o primeiro de muitos sucessos no caminho para seus sonhos. Isto é um reflexo de quão surpreso você está – quão talentoso, capaz, motivado, e poderoso você realmente pode ser.

Se você der a si mesma o crédito para cada pequeno objetivo realizado, será como que “colecioná-los” – e eles te levarão aonde você quer chegar.

5. Acredite mais em você

Muitas vezes as pessoas desistem porque elas param de acreditar na possibilidade de ter a vida que elas realmente querem. Elas começar a raciocinar em suas cabeças: “isso provavelmente é muito difícil de alcançar”. Ou eles enganam a si mesmos por acreditarem que na verdade, eles não querem aquilo.

“Na verdade eu não quero aquela promoção. Isso muito além do meu alcance”.

Há uma pequena chance de que isso seja realmente verdade, mas é mais provável que você esteja negociando consigo mesmo até que você tenha a permissão de desistir.

Antes, diga em alto e bom som: “Isso não é verdade. Eu posso fazer isso. Eu quero fazer isso. Eu vou continuar fazendo isso”.

Está é a sua chance – agora – de viver a vida que você quer viver. Esta é a oportunidade que você estava esperando. Você é a chance que estava esperando. Você é a luz que você estava buscando.

Então brilhe. Prepare-se. Seja corajoso. E faça-se presente. Eu te encontro do outro lado da sua determinação.

VIALori Deschene
COMPARTILHAR
Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia



COMENTÁRIOS