Não, você não merece uma segunda chance

Resiliência Humana

Agora você bate em minha porta, suplicando e implorando por outra chance. Você me diz que desta vez as coisas serão diferentes, que você mudou e que você está pronto agora.

Por: Mitzi J Hernandez

Mas tenho algumas perguntas. Porque agora? Por que não antes? Você teve que dormir na cama de outra mulher para ver que ninguém se compara a mim? Você teve que gastar tempo nos braços de outra mulher para perceber que ninguém poderia confortá-lo da maneira como eu fiz? Você teve que beijar outros lábios para perceber que ninguém mais te satisfaz como eu?

Agora, você diz que quer uma segunda chance porque não percebeu o quanto se importava comigo até que eu partisse para sempre. Minha ausência fez você sentir minha falta, e você me quer de volta agora. Você nos quer de volta, mas agora você está um pouco atrasado.

Deixe-me lembrá-lo de todas as vezes que eu esperei por você, mas você nunca veio. De todas aquelas mensagens de texto que foram lidas mas nunca respondidas. Todas essas vezes eu precisei de você, mas você estava ocupado demais para mim. E todas aquelas noites sem dormir quando você me fez sentir que eu não era boa o suficiente? E todas aquelas vezes que você mentiu pra mim?

Você está agora pedindo uma segunda chance. E a minha resposta é simples:

Não, você não merece uma segunda chance!

Não deveria esperar me perder para perceber que eu importo. Não deveria me perder para você perceber o meu valor. Você deveria ter percebido antes o quanto eu importava e qual era o meu valor.

Se eu fosse lhe dar outra chance, esta não seria sua segunda chance. Seria a sua centésima ou milionésima chance. Eu já te dei muitas chances no passado.

Eu aprendi a me amar quando você decidiu que eu não era o que você queria.

Toda vez que você me deixou, eu te dei muitas chances de vir e compensar, e você não fez.

Toda promessa que você quebrou, eu te dei muitas chances de se redimir e fazer as coisas certas, mas você não fez.

Eu tentei. Eu esperei. Eu fui paciente. Eu estava esperançosa de que um dia você faria as coisas funcionarem para nós, e você não fez.

Eu dei e dei, e tudo que você fez foi tomar e tomar.

No final, fui eu que fiquei vazia e quebrada. Eu te dei muito de mim, e você nunca me deu o suficiente de você.

Eu não deixo as pessoas entrarem em minha vida, e também não as deixo facilmente. Quando eu amo alguém, eu tento segurá-los o máximo que posso, mas uma vez que eu solto, eu deixo ir para sempre.

Eu tentei segurar você, mas você escorregou através dos meus dedos, deixando-os machucados e cobertos de sangue, porque eu segurei com muita força. Minhas mãos perderam toda a sua força, eu tive que deixar ir. Eu deixo você ir.

Eu não posso te dar outra chance. Dar-lhe outra chance seria como entregar um arco e uma flecha e dar-lhe a oportunidade de perfurar meu coração mais uma vez.

Você me machucou o suficiente uma vez, e eu não vou deixar você fazer isso de novo. Você é um risco, não estou disposta a aceitar.

Sim, somos humanos, cometemos erros e algumas pessoas merecem uma segunda chance. No entanto, eu não dou uma segunda chance para as pessoas que partiram meu coração e quebraram minha confiança.

Eu aprendi que nem todo mundo merece meu amor, e aqueles que me machucaram definitivamente não merecem uma segunda chance.

Eu cuidei de você, eu ainda tenho amor por você, mas tenho que ouvir meu coração. Eu tenho que dizer não, você não merece outra chance.

Dar segundas chances nunca deu certo para mim antes. Eu aprendi que depois de ser machucada uma vez, é ainda pior na segunda vez. E eu nunca mais cometerei esse erro.

Você perdeu minha confiança e sem confiança, um relacionamento não significa nada.

Eu não posso mais confiar em você e nada do que você diz vai mudar o jeito que eu sinto. Nada que você faça vai me fazer mudar de ideia.

Você teve a chance de fazer parte da minha vida e estragou tudo. Eu não vou continuar te dando overs. Eu não tenho tempo para isso. Eu segui em frente e você também deveria.

Meu coração não é uma porta giratória para você ir e vir quando quiser. Eu abri meu coração para você e você não gostou. Você decidiu ir embora e, quando saiu, tranquei a porta atrás de você e joguei a chave no oceano, onde ela nunca mais poderia ser encontrada. Você não é bem vindo de volta. Por favor, vire-se e saia.

E pare de implorar por uma segunda chance, você e nem eu merecemos isso.

***

**Texto original em: Thougth Catalog. Livremente traduzido e adaptado por: Redação Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia