Você não encontra amor. É o amor que encontra você.

Luciano Cazz

A bem da verdade, o grande sonho de consumo de todos nós, é um amor daqueles de cinema, que arrebata o coração e tira os pés do chão. Mas será que estamos no caminho certo?
A seguir 7 conselhos fundamentais para que um verdadeiro amor bata à porta do seu coração:

1 – Seja você mesmo!
Um amor só é verdadeiro quando as pessoas se apaixonam por aquilo que você realmente é. Autenticidade chama a atenção e é admirável. Então, dispense máscaras e ame sem medo. Somos imperfeitos, mas também temos nossas qualidades apaixonantes. Além de ser honesto com quem você ama, sentirá a liberdade e o prazer de ser amado exatamente pelo que você é!

2 – Ame-se!

Quando nos amamos, não perdemos tempo com “amores” insalubres. Se nos falta amor-próprio, atraímos quem deseja submeter ao invés de amar e compartilhar. Então, aceitamos desrespeito, desafeto e pouca atenção. Esse tipo de relação está longe de ser chamada de amor. Por isso, ame-se acima de tudo e, assim, encontrará alguém que também o ame de verdade.


3 – Livre-se dos preconceitos!
Não julgue o amor que uma pessoa pode lhe dar por sua condição. Verdadeiros sentimentos não têm raça, status ou credo, pois não amamos com nossa conta bancária ou etnia. E, sim, com o coração. Um julgamento errado pode lhe custar o amor da sua vida. Lembre-se, mais vale um amor feliz que lhe busca a pé do que uma pessoa sem caráter que vai de limusine.

4 – Não mendigue afeto!

Seu verdadeiro amor jamais vai colocar você em uma situação onde precise implorar por carinho e atenção. Pelo contrário, um amor feliz faz você acordar seguro(a) e em paz. A única maneira de ser amado (a) é amando. Se o amor não for recíproco, não mendigue; ao invés disso, parta para outra. Existem milhares de pessoas mundo afora querendo amar e ser amadas de verdade.

5 – Saia de casa!
O amor da sua vida não vai usar o GPS para bater à sua porta. Portanto, vá para a rua, passeie, encontre seus amigos, viaje. Gratas surpresas podem acontecer quando você menos espera. Em um café, um parque, na beira da praia ou até em um esbarrão involuntário caminhando em uma esquina qualquer de Paris. Atenção: seu amor pode estar em qualquer lugar. Anime-se!


6 – Faça o que você ama!
Quando trabalhamos com aquilo que nos traz prazer ou temos algum passatempo que nos completa, somos pessoas felizes, e isso transparece em nossa personalidade e energia. Exalamos felicidade e alegria, o que atrai pessoas felizes e abertas para um amor bom e verdadeiro.

7 – Não procure um amor!
Quanto mais a gente procura, menos acha. Correr atrás de um novo amor é perder a espontaneidade de uma paixão à primeira vista ou depois de várias olhadas. Deixe que o destino se encarregue, dure o tempo que durar, porque um verdadeiro amor não pode ser encomendando. Para ser puro ele deve brotar naturalmente do seu coração.

Portanto, seja você, curta-se, viva sua vida da forma que lhe couber, aproveite o que há de melhor sem se preocupar em encontrar alguém. Procure mesmo é ser feliz, porque, em meio às grandes alegrias, é que somos encontrados pelo melhor do amor.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A Tempestade depois do Arco-íris."