Você merece o amor que vem tentando dar a todos

Resiliência Humana

Você merece o amor que vem tentando dar a todos

Por Bianca Sparacino

Se alguém lhe desse a chance, você seria a estrela mais brilhante do céu.

Você tomaria xícaras de café no ar numa segunda-feira de manhã, sopa caseira borbulhando no fogão durante a temporada de gripe.

Você seria uma tarde fria de domingo, escondida em um sonho, o paraíso encontrado entre um conjunto de dois lençóis brancos.

Se alguém simplesmente desse a você a chance, você seria o tipo de paixão intoxicante, insaciável; sua capacidade de cuidar seria ilimitada.

No entanto, você aprenderá isso da maneira mais difícil – nem todo mundo vai apreciar o fato de que há uma galáxia vivendo na borda dos seus lábios. Haverá pessoas que odeiam o sabor amargo do café com o nascer do sol; haverá quem prefira combater sozinho um resfriado.

Há pessoas que não querem amar, pessoas que confundem sua emoção com loucura, sua sensibilidade com falta de sentido.

Haverá pessoas que não podem conter todo o amor que você é capaz de dar a elas dentro de seus peitos.

Eles vão se atrapalhar com a enormidade de sua afeição; eles tentarão se apegar ao seu coração, colapsá-lo até você se encaixar nas formas e nos tamanhos de suas necessidades.

Eles lhe dirão que você é demais – muito intenso, muito suave e que você deve se afastar.

Você deve se lembrar de que, quando você não se encaixa nos contornos de seus braços, não é porque você é grande demais, livre demais, liberado demais, é porque eles simplesmente nunca foram feitos para segurá-lo.

Você merece o amor que continua tentando dar a todos. Você é uma raça rara, que brilha e brilha em um mundo que ainda não entende o que significa amar ferozmente.

Você merece encontrar alguém que não lhe peça para diminuir seu rugido, que tem respeito pela magnitude pela qual sua paixão queima.

Você merece encontrar alguém que só queira acrescentar ao seu fogo, alguém que use seu próprio coração de palito de fósforo para incentivar sua paixão, para ampliar sua chama.

Até então, use o mundo como seu graveto, use a experiência como seu carvão. Cresça seu amor como um incêndio, e nunca recue do calor; nunca os deixe ofuscar sua luz.

Aquele que quer estar com você

Rastreie as cicatrizes que a vida deixou.

Isso irá lembrá-lo de que em um ponto, você lutou por algo. Você acreditou.

“Você é a única pessoa que decide se você é feliz ou não – não coloque sua felicidade nas mãos de outras pessoas. Não o faça depender de sua aceitação de você ou de seus sentimentos por você. No final do dia, não importa se alguém não gosta de você ou se alguém não quer ficar com você. Tudo o que importa é que você esteja feliz com a pessoa que está se tornando. Tudo o que importa é que você goste de si mesmo, que tenha orgulho do que está divulgando ao mundo. Você está encarregado de sua alegria, de seu valor. Você começa a ser sua própria validação. Por favor, nunca se esqueça disso. ”- Bianca Sparacino

Extraído de A força em nossas cicatrizes por Bianca Sparacino.

*Via Thought Catalog. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia