Viver de migalhas é passar a vida toda sentindo fome. Não maltrate seu coração!

Resiliência Humana

Viver de migalhas é também um dia morrer de fome. Não maltrate seu coração!

Amigo é melhor perceber logo, viver de migalhas não vale a pena, mais cedo ou mais tarde você precisa saber se você é a escolha de outra pessoa ou simplesmente uma opção.

Aceitar viver de migalhas é morrer de fome de amor.

Você sabe quando vai grelhar uma refeição que gosta? Nesse caso, a analogia usada é a das opções apresentadas a você por um garçom em um restaurante.

Você chega e o garçom começa a descrever o menu e pergunta qual você escolhe.

Em silêncio, você ouve e aceita algumas opções que ele apresenta, mas não sabe ao certo como escolher a entrada, e com qual bebida você acompanhará o banquete … o processo é claro, você recebe opções e aceita o prato do dia.

Bem, essa analogia deve refletir os tempos de relacionamentos líquidos.

Você é mais uma “opção” ou a “escolha” de alguém?

Observe, preste atenção!

Você já parou para pensar que poderia ser apenas mais uma “opção” na vida da pessoa que “escolheu”?

Dois objetivos diferentes condenavam a compatibilidade.

É preciso que você seja a escolha de alguém não apenas uma opção do dia.

É preciso que a pessoa saiba exatamente que você é a pessoa que matará a sua fome de viver!

Não aceite migalhas de amor! Não aceite ser o prato do dia!

Queira ser aquela refeição caseira, gostosa, que se sente o cheiro de longe!

Escolha você o que te fará bem!

Não aceite ser a opção de um dia só!

A pessoa certa te fará sentir satisfeito, e não te deixará sofrer com a fome de amor!

Tradução e adaptação REDAÇÃO RH.
Fonte: Enamorando

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia