Viva a realidade! Fantasias não te levarão a lugar nenhum.

Idelma da Costa
viva-a-realidade-fantasias-nao-te-levarao-a-lugar-nenhum

Viva a realidade! Fantasias não te levarão a lugar nenhum.

Quem nunca sentiu amor platônico? Acredito que todo mundo em algum momento da vida já viveu um grande amor platônico.

Seja na mais tenra idade ao desejar o primeiro beijo ou na fase adulta ao desejar alguém que o complete em todos os sentidos, que tenha estabilidade emocional e financeira, um bom papo, que saiba te entender e seja capaz de dar apoio incondicional em qualquer situação.

Que tenha o mesmo modo de pensar e agir, para que seja possível comungar de bons momentos juntos por prazer e não por obrigação.

Mesmo não tendo algo a dizer, o simples estar por perto já é o suficiente para saciar o bem querer e se sentir seguro.

Sintonia de almas, sem a necessidade da reciprocidade.

O simples sentir-se bem já é o bastante para fazer os olhos brilharem e o coração bater mais forte de tanta alegria, que parece transbordar num único suspiro repleto de leveza.

Em qualquer situação não passa de fogo de palha; apaga e acaba passando; nem nos lembramos mais.

Com o tempo amadurecemos e passamos a preferir viver de realidade, pois aprendemos que a verdade é o que importa e o que faz toda a diferença.

Não tem preço!

Talvez, pelo fato de não termos mais tempo a perder com o que nos frustrará mais cedo ou mais tarde.

Aprendemos a descartar bagagens desnecessárias que não nos levam a lugar nenhum a não ser à dor da desilusão da paixão recolhida.

Com a vivência e experiência de vida aprendemos a investir o melhor de nós naquilo que nos realiza.

Passamos a investir no que gostamos de fazer, fazendo fazer valer a pena os nossos dons, seja escrevendo, cantando, dançando, trabalhando, sendo boas mães, bons pais, boas esposas, bons maridos, bons amigos, bons companheiros. E assim multiplicando-os em benefícios.

Na prática funciona como exercer o amor próprio e o amor ao próximo, onde todos saem lucrando.

As vantagens são claras e podemos ver no sorriso de cada um, ao demonstrar a admiração e o reconhecimento daquilo que se faz com amor.

Passamos a investir em nós mesmos, cuidando melhor da nossa saúde física ao optarmos por uma boa alimentação e atividade física, bem como cuidando melhor da saúde mental, afastando das pessoas que não nos fazem sentir bem e que não nos acrescenta em nada. E assim ficamos cheios de beleza.

Não me refiro à beleza artificial produzida e camuflada por lindas roupas e uma pele bem maquiada. E sim, do brilho que vem de dentro para fora, capaz de transformar o semblante triste em serenidade e assim fazendo realçar e encantar de forma a perceber que estamos diferentes e mais belos.

Assim, nos potencializamos de tal forma que tudo passa a fluir, e quando menos se espera, realizamos nosso maior sonho.

O platônico deixa de existir, e abrindo espaço para algo incomparavelmente melhor.

*Imagem: Envious Dollie

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Idelma da Costa
Idelma da Costa, Bacharel em Direito, Pós Graduada em Direito Processual, Gerente Judicial (TJMG), escritora dos livros Apagão, o passo para a superação e O mundo não gira, capota. Tem sido classificada em concursos literários a nível nacional e internacional com suas poesias e contos. Participou como autora convidada do FliAraxá 2018 e 2019 e da Flid 2018.