A vingança é a justiça da alma afastada de Deus.

Luciano Cazz

“Nunca a alma humana surge tão forte e nobre, como quando, renuncia a vingança e ousa perdoar uma ofensa.” Charles Chaplin:

Seja um amor, um amigo, um colega ou até um desconhecido, utilizar-se da vingança é desperdiçar, com superficialidades, o tempo de uma vida curta, quando se devia utilizara energia buscando felicidades. A seguir 10 razões para esquecer da vingança.

1- Sinal de que a pessoa ainda importa.

A vingança é um sentimento de amor ou admiração disfarçado do seu contrário. Por isso quando queremos nos vingar de alguém ou queremos seu mal, deixamos claro que a pessoa importa muito.

2- Fere sua personalidade.

Gastar tempo com vingança remete um caráter fraco e maligno. Ser do bem e pensar em revidar são coisas incompatíveis. Quando devolvemos uma maldade, nos igualamos ao nosso oponente.

3- Não recupera o dano.

Por mais bem elaborada e eficiente que uma vingança possa ser, ela jamais irá reescrever o passado e colar seu coração partido. É só o amor que cura nossa dor.

4- Satisfaz a vaidade, não o coração.

Ao realizar uma vingança que deu certo, nosso ego infla e sentimos uma satisfação que é momentânea. Passando a euforia inicial, nosso coração ainda estará vazio e sujeito a grandes arrependimentos.

5- Desperdício de tempo

Você, cheio de sonhos e vai desperdiçar seu tempo com vingança? Seu bem-estar é muito mais importante do que a infelicidade do outro. Vingança boa mesmo é ser feliz. O resto é perda de tempo.

6- Cria dívidas cármicas

Jogar a energia da vingança no universo pode iniciar um ciclo de ódio interminável. Entregue para a precisa lei do retorno, caso contrário, toda a energia negativa que saiu de você para o revide, irá voltar para sua vida.

7- Não traz nenhum benefício

A vingança não traz absolutamente nada de positivo para nossa vida. Ela só reflete nossa fraqueza diante da decepção. Ficar satisfeito com o tombo do outro é ser pobre de espírito. O ódio é a vingança do infeliz.

8- Mantém a dor viva

Enquanto remoemos a vingança, somos movidos pela dor que ela causa e mantemos uma vibração de sofrimento. Por isso, o melhor troco é o esquecimento. Afinal, o que é mal se destrói sozinho.

9- Demostra incapacidade

Vingar-se é deixar claro que não somos capazes de suportar a pequenez do outro. Seu coração pode até ser sensível, mas é maior que todas as maldades do mundo. Faça ele prevalecer!

10- É um péssimo exemplo

Ser vingativo é perpetuar a energia do ódio no planeta. É estimular o mal e desvalorizar o perdão.

A vingança paralisa a vida. Seguir em frente é escolher ser feliz. Jamais esqueça: quem fere afetos com falta de afetos será ferido. Portanto, a vingança nunca será válida, já o perdão sempre será divino, digno do aplauso dos anjos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A Tempestade depois do Arco-íris."

COMENTÁRIOS