Uma pessoa consciente é como um oásis no deserto, é local fértil em meio a uma vastidão de solo árido.

Estar consciente do ambiente em que você se encontra, da sua existência e do poder dos seus pensamentos é uma caracteristica de quem sempre foca nas soluções e não nos problemas.

Uma pessoa “autoconsciente” é aquela que se orgulha ou se envergonha do modo como pensa, de como suas atitudes e palavras são recebidas ou da forma como age. Enquanto o ser inconsciente, se engana facilmente quando miragens são criadas.

Ele(a) é autoresponsável e sabe distinguir o certo do errado, não fantasia inverdades para satisfazer o seu ego e reafirmar seus preconceitos.

Essa consciência adquirida, do todo e de si, o impede de agir de acordo com seus impulsos e desejos mesquinhos em benefício próprio, e em detrimento das necessidades e direitos dos outros.

Sua consciência é o que faz você se sentir culpado quando faz algo ruim ou se sentir feliz quando faz algo bom.

Estar consciente dos seus atos, dos pensamentos que você alimenta, dos sentimentos que você nutri, é estar desperto.

É estar ciente das suas habilidades, competencias e talentos, é conhecer a verdade a respeito de si mesmo e não se deixar levar por paranóias. É acreditar no seu poder de acessar novas oportunidades e não adiar a sua vida, pois sabe que o amanhã pode nem chegar.

Freud explicou a consciencia com a metáfora do iceberg. A parte que pode ser vista acima da superfície da água representa a percepção consciente, é aquilo que podemos comprovar a existência porque conseguimos ver.

Mas a maior parte do iceberg, fica submersso, não pode ser visto e só é descoberto quando decidimos olhar mais fundo.

O fundo representa os nossos pensamentos, memórias e impulsos que só são percebidos por nós, conscientemente, quando conseguimos vencer o medo do desconhecido.

uma pessoa consciente sabe que cada passo que damos na vida é precioso, ela não desiste até encontrar o oásis no deserto. Ela sente sede e busca a fonte de água pura com confiança para limpar a sujeira da sua alma. Ela não para de caminhar porque sente que precisa se hidratar para não sucumbir diante do calor extremo das suas próprias emoções.

Ela caminha até enxergar a luz que dissolve toda a escuridão. Ela se permite adentrar o deserto com coragem porque sabe que, cedo ou tarde, vai conseguir encontrar um oásis que vai suprir todas as suas necessidades.

Uma pessoa consciente é como um oásis no deserto, prospera apesar das adversidades.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

Foto de Lucas Newton no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.