Uma mulher doa o rim ao ex-marido para que suas filhas não fiquem sem pai

Resiliência Humana

Uma mulher doa o rim ao ex-marido para que suas filhas não fiquem sem pai!

Por Massot de Dolors

Kelly e Dan se separaram há 5 anos, mas ela pensou em manter a família unida. Com o sucesso da operação, houveram mais motivos para se unirem!

Em caso de conflito no casamento, os especialistas recomendam que pai e mãe não esqueçam a lição de casa como pais. O relacionamento deles não funciona e todos decidem começar a vida em uma direção diferente, mas é importante preservar a amizade na relação para o bem das crianças.

Dan e Kelly Pyatt se divorciaram há 5 anos, mas, acima do rompimento, Kelly ensinou à família uma grande lição de amor . Quando soube que Dan precisava de um transplante de rim para sobreviver, ele decidiu ser voluntário.

No Guy’s Hospital, em Londres , o centro onde eles tratam, eles não deram crédito ao que ouviram: nunca antes um ex-casal se ofereceu para doar um rim ao cônjuge.

“Eu queria fazer isso por minhas filhas”

Dan e Kelly têm duas filhas , e Kelly disse que estava disposta a doar um de seus rins porque sua prioridade era “fazer isso por minhas filhas, para que não fiquem sem pai”.

O hospital procurava um rim para Dan há doze meses e não havia encontrado um doador compatível. Kelly, por outro lado, depois de passar pelos testes relevantes, ofereceu esperança para o transplante ter sucesso.

Em 2018, Dan e Kelly foram submetidos às respectivas cirurgias. A operação foi um sucesso e ambos estão bem hoje.

Kelly tem sido o foco de atenção da mídia, que considera exemplar seu gesto em relação a Dan e suas filhas.

Mantenha a família unida

Ela explica simplesmente: “Podemos não estar casados ​​agora, mas ainda somos uma família grande e eu tive que fazer esse sacrifício para manter nossa família unida”.

Kelly e Dan eram amigos desde os 11 anos de idade, começaram a namorar aos 18 e se casaram aos 31.

Kelly conhecia a situação médica de Dan por um longo tempo, porque logo depois que ela se casou, ele foi diagnosticado com uma doença renal incurável. Os médicos já avisaram que, dentro de dez anos, Dan precisaria de um transplante para permanecer vivo.

Uma viagem juntos para o Natal

Naquela época, a situação de trabalho de Dan era complicada e a situação em casa havia se tornado insustentável, o que levou o casal a pensar que a separação era melhor.

Apesar de tomar a decisão de se divorciar naquele momento, algo os fez pensar que nem tudo havia terminado entre eles, principalmente como pais.

Eles comemoraram o sucesso do transplante de Dan viajando juntos para Paris no Natal, com suas filhas Billie e Jeanie, 16 e 11 anos.

Dan e Kelly continuam pensando que o principal para eles é a felicidade e a estabilidade de suas filhas.

“Todo mundo nos diz: ‘Vocês vão ficar juntos agora?’ Ele nos abordou de uma maneira diferente – confessou Kelly. Quem sabe se haverá reconciliação entre eles.

“Kelly sempre será o meu herói”

A verdade é que Dan tem muitos sinais do amor de Kelly: “Foi realmente um ato altruísta, arriscar sua própria vida para ajudar outra pessoa é incrível. Kelly sempre será o meu herói ”, ele disse.

Foto: Divulgação

*Via Aleteia. Tradução e adaptação REDAÇÃO Resiliência Humana.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia