Um ego ferido pode ser o reflexo de como fizeram-te sentir em determinada situação.

Thiana Furtado

Um ego ferido pode ser o reflexo de como fizeram-te sentir em determinada situação. Esse ego que foi ferido, se ainda não ascendeu rumo a sua luz interior, ferirá esse interlocutor também, como revide.

Mas a questão é única: De onde brota o nosso ego?

De onde ele vem, como ele se forma?

São essas as indagações que devemos fazer quando o que se está em jogo é o nosso equilíbrio, que poderia correr algum tipo de risco.

Nosso ego brota de algum lugar, e essa lacuna é o medo. É o nosso medo de nos mostrarmos como nós realmente somos, que está por trás desse subterfúgio, que nada mais é do que um escapismo.

Temos medo de nos mostrarmos vulneráveis, compassivos, brandos, sem armaduras, a essa pessoa que em determinado momento nos feriu ou nos ofendeu… Mas, a partir do momento em que passamos a nos conhecer melhor, reconhecemos dentro de nós, o valor de sermos altruístas diante de uma situação de injustiça… Essa provável resignação, nos fará sentirmos paz de espírito, se estivermos devidamente preparados para isso.

Chegará o momento em que alcançaremos esse êxito. Antes disso, atravessaremos, muito provavelmente, noites escuras e assombrosas, para que possamos reconhecer em nós, alguém de poder. Poder, que na verdade nunca existiu, pois é apenas uma ilusão acerca dos nossos sentidos torpes.

Convém então que olhemos para dentro de nós, e que possamos aprender a não sermos reativos diante de quaisquer situações que se personifiquem para nós…

Convém aprendermos a ser luz, quando tudo ao nosso redor for escuridão…

Convém lermos nas entrelinhas que a vida é mágica, e que não precisamos quebrar esse encanto apenas pela falsa ideia de que precisamos nos fortalecer de forma equivocada…

Olhe pra você, sorria, e enfrente todas as situações que lhe permitirão crescer, inevitavelmente. Percorra as vias translúcidas dos caminhos que precisas conhecer para que possas permanecer para sempre são.

Permaneça caminhando… Saiba que o maior aprendizado, é podermos nos levantar a cada derrapada desgovernada que estivermos dispostos a nos fazer sobrepujar…

A estrada é longa, mas o céu será sempre um bonito percalço iluminado, gotejando partículas de sabedoria de tudo que habita ao nosso derredor.

Devemos analisar as correntes de tudo aquilo que nos faça reconhecer que não existem limites quando se crê que o impossível também faz parte do nosso caminhar… Pois tudo aquilo que almejamos, é chegarmos exatamente ao lugar que nascemos para lucidamente alcançarmos, com toda a força que reside dentro do nosso coração.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Thiana Furtado
Seu lema é acreditar na vida. A escrita, para ela, é uma forma de protesto perante uma sociedade tão carente de sentimentos verdadeiros. Acredita ser essa sua verdadeira missão na terra. Venera os animais conhecidos como irracionais e também o que existe de mais belo e genuíno no interior de cada personalidade que entrelaça o seu caminhar... Para ela, escrever é simplesmente viver! Recentemente escreveu o livro: Minha vida com o transtorno esquizoafetivo. Em uma narrativa emocionante e realista ela discorre sobre o problema que foi obrigada a vivenciar desde os tempos de sua meninice. O livro pode ser encontrado em diversas livrarias espalhadas pelo Brasil.