Um brinde aos que zelam por nós!

Larissa Dias

Amigos: Seres humanos abençoados por Deus. Objetivo: Nos beijar a alma, tanto em momentos de alegria, como os de aflição.

Quando penso em amizades, penso que todos nós já tivemos contato com pessoas que realmente zelam por nós. Por outro lado, já tivemos também, a oportunidade de cruzar com lobos na pele de cordeiro. Entretanto, ainda acredito que existam pessoas que realmente tem o objetivo de apenas somarem em nossas vidas, contudo, são raras essas joias.

Ontem, antes de dormir, algumas pessoas visitaram meus pensamentos. Grande parte delas, seguiram seus caminhos, consequentemente, nos afastamos. Outras, apesar de continuarem buscando seus sonhos, continuam presentes em minha vida. Já outras, fiz questão de expulsá-las do meu círculo de amizade. Essas pessoas que não fiz mais questão em tê-las por perto, foram pessoas que me fizeram mal, e assim como você, leitor(a), tenho o direito de selecionar minhas companhias, e manter por perto apenas pessoas dignas de minha energia. Contudo, certas pessoas, mesmo distantes, reservei um espaço dentro de meu coração.

No ápice da reflexão, olho para trás e vejo o quanto amadureci. Hoje, enxergo a vida com uma outra perspectiva. Vejo que tracei rotas diferentes das que imaginei que traçaria. Faço coisas que jamais imaginei que faria. A garota, que um dia foi tímida, encontrou forças em si para deixar a insegurança de lado. É lindo ver que com o passar dos anos, abrimos nossa mente para conhecer o desconhecido. Assim como eu, meus amigos evoluíram. Uns construíram uma família. Outros, estão cursando uma faculdade.

Enfim, são muitas as possibilidades que a vida pode nos oferecer. Sinto falta de pessoas que fizeram parte de meu passado, no entanto, o presente me reservou pessoas queridas. Tenho um amigo que é locutor e editor experiente. E quando comecei a trabalhar no rádio, foi a primeira pessoa a me estender a mão. Ele consegue me prender 2 horas e meia no telefone. Coisa que ninguém jamais conseguiu fazer. Pensa em uma pessoa que tem fé. Ele me mostrou quem é Jesus. E após ter o conhecido, fui batizada. Tenho uma amiga que é locutora também. Doidinha que só.

Ela é divertida, e me faz rir com suas maluquices. Por ser mais experiente, ela diz que sou a filha postiça dela. Ganhei uma amiga que chamo de mãe de coração. Além de mãe, e amiga, é minha companheira de patins e rapel. Eles são meus parceiros para todas as horas. Quase perdi um deles, mas o carinho é tão grande, que ele ainda está junto a mim.

Sou grata pelas pessoas que se aproximaram de mim por confiarem em meu trabalho como escritora, e depositarem sua fé para formamos parceiras enriquecedoras, todavia, sortuda que sou, tornaram-se minhas amigas. Sou grata também, pelos amigos da época de escola, e os de infância, que mesmo não os vendo com frequência, quando os encontro, damos boas risadas. E até os virtuais, que mesmo distantes, os mantenho pertinho de mim.

É difícil citar a todos, mas assim como eu, você imaginou pessoas que lhe fizeram, lhe fazem bem. Aos que tenho oportunidade, digo que estamos juntos e misturados. Porque não existe sensação melhor do que reciprocidade em uma amizade.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Larissa Dias
Estudante de jornalismo, radialista por amor, escritora nas horas vagas. Adora das boas risadas, costuma passar os domingos de pijama assistindo filmes e séries. Apesar de não curtir baladas, é incapaz de recusar uma rodinha de violão, e para pra cantar junto. Mesmo desafinada, garante que é simplicidade em pessoa.