Casados há mais de 50 anos, Tony Ramos diz: “O beijo que eu dou na minha mulher, nenhuma colega recebeu”

São precisamente 52 anos de casados, amando e respeitando a mesma pessoa. Uma união tão longa é rara hoje em dia. O amor parece ter se tornado uma coisa passageira e muitas pessoas escolhem se separar ao menor sinal de contrariedade.

Tony Ramos e Lidiane são casados e muito bem casados há mais de 5 décadas, e ambos, sempre se mostraram completamente apaixonados pum pelo outro.

O relacionamento maduro do ator com sua esposa serve de inspiração para todos nós, por isso, resolvemos recuperar uma entrevista que o ator concedeu ao extinto Programa Estrelas.

Quando foi perguntado como fez para manter o casamento por tanto tempo, o ator respondeu:

“A parceira que eu tenho é tudo. Meus filhos também, mas cada um tem sua vida. Uma família também é composta por um mais um. Quando eu olho pra ela, não é um olhar normal, é o olhar que transcende o olhar. Ela pegou o começo de toda a luta, sabe o que eu penso, como eu penso. A gente se entende só pelo olhar”, disse Tony.

É tão bonito ouvir um homem que reconhece a importância da mulher em sua vida. Mas como ele já interpretou personagens que viviam romances ardentes com outras mulheres, ele teve que responder uma pergunta que, com certeza, desperta curiosidade. E o ciúmes? Como lidam com isso? E por incrível que pareça, ele disse que ele é o ciumento:

“A gente tem uma coisa que eu acho benéfica, é que toda vez que ela pode estar comigo ela está. É bom pegar na mão. A felicidade, às vezes, tá do seu lado e é tão lindo”, afirmou ele, que confessou ser uma pessoa ciumenta: “Ela não faz nada para que eu me sinta assim. Às vezes, tenho ciúme de ela estar cuidando de outra coisa. Sinto falta dela comigo” confessou.

Perguntado se a esposa não sente ciúmes quando existe beijos nas novelas entre os personagens, ele respondeu:

“O beijo que eu dou na minha mulher, nenhuma colega recebeu”.

Eles são unha e carne

Em entrevista ao Gshow, Tony disse:

“Essa coisa do ciúme se fabrica ou não. Mas se você tem uma companheira como tenho… Meu Deus, estou casado há 50 anos! Não é um companheirismo mais, é unha e carne, é um grande amor que nos une. Então, ela me entende e eu mais do que nunca à ela.”

O que mais acontece nas relações duradouras é cair na mesmice, no comodismo, e com isso, a paixão esfriar. Á revista VIP o ator disse que, o que mantem a chama da relação por tantos anos é o respeito.

“Começa pelo respeito mútuo. Tem que buscar a sedução contínua. Ela não está só no olhar fatal, no sexo selvagem. Está no lúdico, que é impalpável. É o sonho. É você fabricar na sua parceira, por meio do respeito, que a vida em comum vale a pena. O que lamento muito é que no mundo de hoje falta elegância. Na vida. A elegância é da alma, de aceitar as pessoas como elas são, de conviver com as diferenças”.

O respeito é a base e o toque é o alimento

Para o ator o toque é o que faz a chama continuar ardendo. Muitos casais deixam de se tocar, de se olhar nos olhos, de rir um com o outro e, isso, leva a um afastamento que, aos poucos, gera a separação

“O toque. O calor dos corpos. Cuidar-se. Eu cuido muito dela, sempre. Lidiane é uma mulher da ginástica, do alimento balanceado. É uma mulher de paz com a vida, que ama as plantas, uma mulher de ideias, de humor. O humor é a chave da vida. Ai daquele que não tiver humor, a vida vira um porre. Não é humor de contar piada. É de não se levar a sério”, concluiu.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia