Tem coisas que a gente não consegue controlar, e só o tempo é capaz de colocar as coisas no lugar.

Larissa Dias

Estamos onde deveríamos estar!

Dia desses, tive que tomar uma decisão em minha vida particular, e essa decisão, não foi uma das mais fáceis, porém, necessária.

Fiquei pensando nos motivos que me fizeram tomar essa decisão, e após uma boa analise, notei que por mais difícil que seja, foi a mais sábia no momento. Tem coisas que a gente não consegue controlar, e só o tempo é capaz de colocar as coisas no lugar. Por mais que a gente queira que a realidade seja diferente, as coisas nem sempre saem conforme nossas vontades, e está tudo bem. A culpa nunca será nossa. Estamos onde deveríamos estar.

Se algo não saiu conforme o planejado, pode ser que não seja o momento. E se não acontecer o que gostaríamos que acontecesse, algo de melhor irá acontecer.

E assim é a vida.

Ela tem lá os seus mistérios. Por mais difícil que seja, temos que exercitar a paciência. Uma vez que fazemos isso, entendemos que as coisas não acontecem no momento em que queremos, e passamos a apreciar o processo de espera. E nesse processo, nossas convicções amadurecem.

O primeiro passo é sempre plantar as sementes, entretanto, temos que esperar que elas cresçam sozinhas. Não é questão de acomodar-se, mas esperar que coisas aconteçam em seu ritmo natural.

Lembre-se, tudo que for para ser seu, será seu. É preciso entender que nem sempre as coisas vão acontecer no momento em que queríamos, e isso, faz parte da vida de qualquer ser humano.

É preciso enxergar o lado positivo das coisas. Em cada obstáculo percorrido, temos a oportunidade de tirar lições grandiosas. Basta estarmos com o coração aberto para enxerga-las e acreditarmos que o melhor está por vir.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Larissa Dias
Estudante de jornalismo, radialista por amor, escritora nas horas vagas. Adora das boas risadas, costuma passar os domingos de pijama assistindo filmes e séries. Apesar de não curtir baladas, é incapaz de recusar uma rodinha de violão, e para pra cantar junto. Mesmo desafinada, garante que é simplicidade em pessoa.

COMENTÁRIOS