Tão importante quanto saber o que fazer é aprender com o que se foi feito

Karen Padilha

Se você quiser se conhecer, observe a conduta dos demais; se quiser conhecer os demais, olhe para o próprio coração… É um pouco difícil entender o processo evolutivo do ser humano, ainda mais quando chegamos naquele ponto que não sabemos para onde ir ou o que fazer, nos questionamos o porque de estarmos nos sentindo assim e quanto mais nos questionamos, maior será este sentimento .

Reserve um momento para refletir:

As emoções/sentimentos positivos ampliam a mentalidade das pessoas e os impulsos de ação, enquanto as emoções/sentimentos negativos as restringem.

Ou seja, esse momento de questionamentos e sensações, sentimentos , pensamentos e emoções negativas está sem que percebamos nos tornando pessoas inseguras e paralisadas.

” Mas que um sujeito “sofredor”, objeto de autoflagelação e autopiedade, nunca vai sair de seu poço de mediocridade, porque só assim ele sabe viver.” – Nietzsche

O impacto desses momentos em nossas vidas podem ter consequências inimagináveis se não reconhecermos e termos a consciência de que ficar parado, pensando e fazendo perguntas das quais não sabemos a resposta ainda não nos levará a lugar algum, tampouco resolverá nossos problemas.

Precisamos de coragem para encarar todas as situações de frente e não deixar que elas nos controlem, pois o medo existe, afinal só o tolo não tem medo. O que faz toda a diferença é o que o medo faz com você.

Arthur Schopenhauer tem algumas frases que nos ajudam a pensar mais sobre a vida e o que estamos fazendo com a nossa própria vida.

“Quem não ama a solidão, também não ama a liberdade: apenas quando se está só é que se está livre.”

“A tarde é a velhice do dia. Cada dia é uma pequena vida, e cada pôr do sol uma pequena morte.”

“Talento é acertar um alvo que ninguém acerta. Genialidade é acertar um alvo que ninguém vê.”

“Este mundo é um inferno para os animais e nós, humanos, seus demônios.”

“Quanto mais claro é o conhecimento do homem – quanto mais inteligente ele é – mais sofrimento ele tem; o homem que é dotado de gênio sofre mais do que todos.”

“Dinheiro é como água do mar: quanto mais você toma, maior é sua sede. O mesmo se aplica à fama.”

Ao longo caminho de nossa jornada iremos ainda por muitas vezes nos depararmos com momentos assim, e outros milhões que existem, só que diferentes.

Faz parte de quem somos sabermos o que fazer e que não fazer nada é a pior opção, tão importante quanto saber o que fazer é aprender com o que se foi feito, aprender com cada situação, entender que ensinamento esses acontecimentos querem nos deixar.

“O Universo inteiro está resumido no ser humano.

O diabo não é um monstro esperando para nos prender, ele é a nossa voz interior.

Procure pelo seu diabo dentro de si mesmo, não nos outros.

Não se esqueça de que quem conhece o seu diabo, conhece o seu Deus”. -Shams Tabrizi

Tudo aquilo que precisamos está dentro de nós, todas as respostas para nossas perguntas.

”Nosso coração é como a terra, que tem uma parte formada por luz e a outra por sombras. Conhecê-lo a fundo é muito difícil e doloroso. Se você quiser se conhecer, observe a conduta dos demais; se quiser conhecer os demais, olhe para o próprio coração” . -Desconhecido

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Karen Padilha
Sou Karen Padilha natural de Cotia-sp , formada em Introdução a Filosofia ( University of Edinburg – Londres), Introdução a Psicologia ( University of Toronto), Origens da vida no contexto cósmico (USP) e Inglês ( Mayfair School of English- Londres). Áreas como filosofia, psicologia e astronomia são fontes de inspiração para meus projetos. Recentemente acabo de publicar meu primeiro livro , ‘’ O que fizeram de mim? Reflexões sobre traumas e transformações” , pela editora novo século , na categoria de Talentos Da literatura Brasileira. Escrevo para o site ‘’ O Segredo’’, ‘’Kacosmic.com’’, ‘'Entrelinhas literárias’’ e ‘’ Academia do Aprendiz’’. Minha Página no facebook chama ‘’ YOUNIVERSE’’ , meu facebook pessoal ‘’ Karen Padilha’’ e meu instagram ‘’Karenppadilha’'.