Tá na hora de você tomar uma decisão, não acha? Depois não diga que eu não avisei!

Iara Fonseca

É, está na hora! Você precisa tomar uma decisão.

Se você acha que não sabe se pode fazer alguma coisa. Se a decisão te parece certa, mas “certas” pessoas te minam a confiança. Se o medo te invade, toda hora que você pensa em dizer sim. Se o não é tão difícil de ser pronunciado, mas ao mesmo tempo é a única solução possível, você precisa se decidir.

A dúvida constrói muros, e as certezas, muitas vezes, geram conflitos. A decisão é sua, mas primeiro você precisa acordar para algumas coisas que você ainda não deve ter entendido.

Sua alma está aflita, sua vida gira em espiral, e os projetos não saem do lugar. O que você acreditava ser seu porto seguro, agora te desestabiliza, te tira o foco, te faz temer o futuro, então, pare um pouco para analisar, pode ser que você esteja se autossabotando.

Quando não estamos centrados em nossas metas e objetivos, ou simplesmente, quando não temos um desejo de realizar algo definido por nós e só nos deixamos levar pela opinião de quem “acha” que sabe mais sobre o que é bom para nós, começamos a sair dos trilhos e se não agimos com precisão cirúrgica, acabamos deixando escapar por entre os dedos a grande chance das nossas vidas.

Por incrível que pareça, muitos de nós, temem demasiadamente a felicidade e ao primeiro sinal de que tudo que sonhamos poderá virar realidade, só basta que nos empenhemos e nos dediquemos exclusivamente para que aquilo se materialize em nossas vidas, o medo impõe sua cruz, e nos faz carregá-la por um longo caminho.

Sem forças, tendemos a deixar de lado essa cruz ou para que outros mais empenhados e determinados a carreguem, ou simplesmente decidimos encostá-la em um canto qualquer pressionados por um sentimento negativo que invade o coração, principalmente daqueles que não possuem uma alma forte o suficiente para combater os seus demônios internos. E a decisão de carregar ou não a cruz, de forma positiva, e não negativa, é só da própria pessoa. Ela pode decidir transformar a cruz em asas! Essa decisão é com certeza a mais sábia.

Mas, para se tomar uma decisão sábia, é necessário que a pessoa em questão tenha humildade para adquirir sabedoria com aqueles que possuem mais experiência. E só decide isso, quem é humilde o suficiente para aceitar que exitem outros que sabem mais, mas que daqui um tempo, se se empenhar bastante, focado nesse objetivo, sem se desviar, ele conseguirá ser até melhor, ou tão experiente quanto. Mas os demônios internos, geralmente, o impedem.

Os demônios internos e as incertezas que te afundam e te fazem mudar de direção, justamente quando as coisas parecem estar caminhando para se concretizarem efetivamente.

Quem são esses demônios internos e externos que nos afundam? Que nos fazem perder o rumo, e muitas vezes até “surtar”, aparentemente sem motivos?

Quando acreditamos “internamente” que não somos bons o suficiente, ou ainda, quando achamos que somos melhores do que somos, acabamos por confundir a nossa mente porque nos deixamos ser guiados por um impostor chamado: EGO.

O EGO é um grande fanfarrão.

De acordo com as informações de Rasmus Hougaard da Harvard Business Revew, um ego sem controle pode distorcer nossa perspectiva ou distorcer nossos valores. Nas palavras de Jennifer Woo, CEO e presidente do The Lane Crawford Joyce Group, o maior varejista de artigos de luxo da Ásia, “administrar a ânsia do nosso ego por fortuna, fama e influência é a principal responsabilidade de qualquer líder”. Se não nos libertamos do desejo do ego por mais poder, perdemos o controle. O ego nos torna suscetíveis à manipulação; restringe nosso campo de visão; e corrompe nosso comportamento, muitas vezes nos levando a agir contra nossos valores.

Percebem?

Quando deixamos o medo do fracasso nos invadir, ou nos comparamos com outra pessoa mais experiente, nos colocamos em um lugar desconfortável e acabamos abrindo espaço para que o ego nos domine e coloque tudo a perder.

Quando damos guarita ao ego, abrimos o nosso campo vibratório e começamos a dar ouvidos para pessoas que estão sendo influenciadas, justamente por esse campo energético desajustado, que insistimos em dar vasão e passamos a ser manipulados negativamente por esses que só querem que mudemos de rota para sua própria satisfação pessoal. Só para poderem dizer a famosa frase: ‘Eu te avisei!”

As pessoas que conseguem identificar a ação do ego não se deixam levar por essa carga de vaidade, pelo contrário, o fracasso eles já têm, agora buscam com todas as forças o sucesso, a realização do projeto para provarem a si mesmos e ao mundo que podem, e se por acaso algo der errado no trajeto, porque sempre dá, eles não esmorecem, não se deixam abater, e correm atrás do prejuízo.

Ou seja, as pessoas que não se deixam levar pelo ego não desistem facilmente de um projeto de vida, nem que alguns influentes personagens de sua vida, como o pai, a mãe, ou um filho, tentem fazê-los mudar de direção.

Mas, se ao contrário, a pessoa se se sentir dependente desses que sugam a sua energia diária, se ela duvidar só por um minuto que o sonho de sua vida, não dará certo, ela abrirá imediatamente o seu campo energético para que seja manipulado por forças negativas que querem que ela fracasse.

O segredo é não duvidar jamais.

E principalmente, não contar seus planos futuros para aqueles que tendem a jogar areia, ou fingem torcer por você, mas na verdade, quando ficam sabendo dos seus planos, logo após o encerramento da conversa, já estarão mandando energias contrárias, e ficarão focados energeticamente para que as coisas não saiam bem como você planejou.

E sabe porque essas pessoas mesmo nos amando fazem isso?

Porque algumas pessoas, a maioria delas, ainda não sabem amar, vivem um amor egoísta, ainda são carentes demais por atenção, ainda querem dominar o outro, querem que a pessoa viva uma vida imposta por elas e ainda acreditam que se a pessoa, alvo do seu amor egoísta, conseguir a independência e não precisar mais delas, elas perderão o controle sobre elas. E elas não querem perder o controle.

O que elas não sabem é que amor e dependência não combinam, que isso que sentem não é amor de verdade, e sim, dependência emocional. E para isso existe tratamento, é é necessário que busque esse tratamento urgentemente, para que não faça mais estragos na vida do alvo em questão.

Nessa toada, elas vão fazendo um estrago psicológico na mente desse, que ainda se deixa dominar pelo ego, o levando até mesmo a loucura.

Essa pessoa disfarça de forma manipuladora as suas reais intenções, afinal, se a pessoa que é o alvo dessa história estiver vulnerável, ela poderá assumir o controle e ainda será considerada a salvadora da pátria. Triste realidade.

Por que essa relação simbiótica acontece?

Essa relação de co-dependência acontece porque o alvo dessas investidas ainda não possui força de caráter e nem domínio energético ou psicológico para lidar com o próprio ego.

Quando ela se sente diminuída, ou pouco valorizada, ela se deixa dominar pela dúvida ou tenta de todas as maneiras se autoafirmar, e para conseguir se restabelecer, ela busca guarita naqueles que, para ela, sempre estarão prontos para lhe acolher, caso haja alguma pane no sistema, ou seja, no plano original.

Seu plano B sempre será sair correndo em busca da ajuda dessa pessoa que infla seu ego desajustado. E a pessoa espera que isso aconteça com todas as suas forças energéticas. Triste sina!

Como sair dessa simbiose que destrói nosso poder de ação?

A única maneira de sair dessa relação destrutiva é impondo limites.

Se o alvo não consegue tomar uma decisão, e dizer SIM ao seu sonho, e NÃO aos que vivem querendo controlar cada passo que ele dá, ele continuará sendo manipulado pelo ego, e porque acredita, inconscientemente, que precisa daquele apoio psicológico destrutivo ele acaba caindo na armadilha da autossabotagem.

Agora, se a pessoa dominada pelo ego, aprende a dizer NÃO, decide tomar uma decisão efetiva, de realização de algo que para ele é importante, se ele assume o risco, e se coloca a disposição do Universo para trabalhar por tempo indeterminado em cima daquilo, em segredo, na surdina, só estabelecendo conexão com as energias positivas que estão aí disponíveis para quem quiser se beneficiar, ele tem grandes chances daquele sonho se tornar realidade.

E depois poderá viver os louros da realização e do sucesso. Que também passam…

Um ego inflado não combina com a “humildade” que se faz imprescindível para que se conquiste a concretização dos seus planos. E a verdadeira sabedoria só nasce da humildade.

Precisamos ser humildes e gratos para que consigamos alinhar os nossos desejos materiais com o nosso propósito de vida.

É preciso decidir para qual energia trabalharemos. Em qual canal iremos sintonizar. E por conta disso eu afirmo: Tá na hora de você tomar uma decisão.

Você precisa, de uma vez por todas, dizer SIM aos seus projetos de vida, e seguir confiante e positivo ao lado daqueles que realmente comungam dos mesmos ideais que você. E principalmente, precisa aprender a dizer um sonoro NÃO para aqueles que insistem em jogar areia em seus planos, que colocam minhocas na sua mente, com a reincidente desculpa “eu só quero que você analise melhor os seus objetivos, porque eu me preocupo com você e não quero que você perca tempo de vida”. Que chegam com ideias “geniais”, contando histórias de outras pessoas, “fofocando” sobre a vida dos outros, com o objetivo de implantar a dúvida na sua cabeça e fazer com que você se pergunte se o caminho que está escolhendo é realmente o certo. Afinal, a grama do vizinho é sempre mais verde, não é mesmo?

O que a pessoa dominada pelo ego não sabe é que quando essas pessoas chegam implantando essas pulguinhas em nossa mente, assim que você acata a informação, você começa a divagar mentalmente e a se questionar: “E se eu fosse para outro lugar”, “E se eu estivesse com outra pessoa, e se eu seguir o caminho do fulano”. E a partir daí, a graça, a cor, e a animação inicial que você estava empregando em seu projeto, é minada, porque você abriu a guarda, e se deixou manipular por energias sabotadoras. Nesse caso, a decisão que você tomou foi, acabar com tudo antes mesmo que o sonho desse certo.

Não, a grama do vizinho não é mais verde! Ela simplesmente é dele. E ele merece aquela grama justamente porque não se deixou contaminar pelo ego, e nem esperou a aprovação de vampiros energéticos que, em sua maioria nem fazem isso de maneira tão planejada, trabalhando para o mal, mas fazem porque são totalmente desequilibrados emocionalmente, mesmo não aparentando esse desequilíbrio.

Você precisa aprender a dizer NÃO, definitivamente. Precisa entender que você não precisa depender de ninguém, que você pode ser vitorioso e feliz, se cumprir as suas obrigações com humildade.

Uma dica que eu te dou, se você acredita que está sendo dominado pelo ego: Abandone as dúvidas.

Se jogue de cabeça no projeto que você está desenvolvendo, se ele for realmente parte do caminho que você deseja trilhar, se ele for aquilo que realmente te deixará orgulhoso em realizar, se ele, assim que efetivado, for te deixar orgulhoso do seu feito, e principalmente, se você tiver ao seu lado, pessoas que comungam do mesmo ideal e que são fieis a você.

Entenda que se você estivem mergulhado nesse cenário que expus acima, não tem como dar errado?

E mesmo se der, será uma experiência incrível ter tentado. E mais incrível ainda, será ter força mental para se desviar do ego todas as vezes que ele apontar o dedo para você pedindo para você desistir.

Não se deixe manipular por pessoas que querem a todo momento controlar os seus passos e que no fundo, mesmo dizendo te amar, esperam que você fracasse para poder te acolher em seus braços e te consolar.

Acorde! Enxergue claro a situação, a decisão é sua, abafe essa necessidade de aprovação que seu ego impõe em sua vida.

Você não precisa que ninguém aprove suas escolhas, você não precisa convencer ninguém de que, o que você faz, é bom para você. Entenda isso de uma vez por todas.

Você só precisa realizar, concluir, ir em frente, não desistir quando se deparar com a primeira pedra que aparecer no caminho, e não se deixar levar pelo ego, é só disso que você precisa.

Ah, e de pessoas que estejam tão emprenhadas como você no objetivo que você deseja alcançar, porque ninguém faz nada sozinho. Mas também ninguém precisa de apoio emocional de vampiros energéticos! Seja enfático, tome a decisão acertada, e diga NÃO a negatividade!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Iara Fonseca
Jornalista, poeta, educadora social, fundadora e editora de conteúdo do Rede de Ideias: PRODUÇÃO DE CONTEÚDO. Seu interior é intenso, sempre foi, transforma suas angustias em textos que ajudam muito mais a ela própria do que a quem lê. As vezes se pega relendo seus textos para tentar colocar em prática aquilo que, ela mesma, sabe que é difícil. Acredita que viemos aqui para aprender a ser, a cada dia, um pouco melhor, para si mesmo, e para o outro!