Tá na hora de dar um basta, mesmo sangrando!

Ivonete Rosa

Deixe essa pessoa ir embora, acredite, chegou a hora. O que mais você está esperando para se convencer de que não há mais o que esperar?

Sei que vai doer, sei que vai sangrar, mas entenda, não dá mais para continuar.

Não vou te iludir dizendo que o processo será fácil, mas confie. Será um dia de cada vez, e quando menos esperar, o sol vai brilhar novamente dentro de você.

Moço(a), é pegar ou largar, a sua lucidez está por um fio, se agarre a esse restinho de discernimento que ainda resta, e solte esse mal que você chama de amor.

Moço(a), onde foi parar aquela gargalhada que era a sua marca registrada?

Por onde anda o brilho dos seus olhos?

Você era tão vaidoso(a), lembra?

Eu quero lhe dizer que não é fim do caminho, ele(a) roubou quase tudo de você, mas aí dentro existe uma essência que há de ressurgir mais imponente que um girassol numa manhã de primavera.

A vida está lhe chamando para um posicionamento, é hora de arrombar os cadeados desse cativeiro e sair correndo em busca de si mesmo(a).

Desculpa, sei que não tem forças para correr, mas você pode ir cambaleando mesmo, pode ir se arrastando se for o caso.

Só não pode desistir de você.

Você há de encontrar mãos amigas pelo caminho.

Moço(a), estou aqui para lhe encorajar, eu saí de um cativeiro, e estou aqui, lindamente, lhe encorajando a fazer o mesmo.

Você já fez tudo o que estava ao seu alcance, o problema não é você, entenda.

Você só queria amor, cuidado e parceria, mas bateu na porta errada, ele(a) não tem nada disso para lhe oferecer.

Pior ainda, lhe fez acreditar que o amor maltrata.

Moço(a), isso é mentira. Pura mentira.

Texto de Ivonete Rosa
Instagram: @ivoneterosa.escritora
Imagem: Annieotzen

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Ivonete Rosa
Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.