Supere quem tenta lhe fazer mal sem descer ao mesmo nível.

Luciano Cazz

Elegância mesmo é ser nobre diante de quem insiste em nos fazer mal.

Supere quem tenta lhe fazer mal sem descer ao mesmo nível.

O mundo está repleto de pessoas pobres de espírito que tiram a paz da nossa alma. Elas nos colocam para baixo com seu egoísmo e maldade, nos ferem com suas traições e desafetos e nos enganam com sua falsidade e dissimulação. Nosso coração se quebra. Sofremos de angústia e deixamos com que a raiva tome conta dos nossos pensamentos. Mas não podemos nos perder em uma mediocridade que é do outro. Se devolvemos na mesma moeda, nos comportamos de uma forma que nós mesmos desprezamos. Por outro lado, tirar uma pessoa de nossa vida com elegância é fortalecer nossa própria qualidade como ser humano. Eleva nossa autoestima e causa bem-estar, simplesmente, porque uma pessoa de alma boa não precisa:

1- Provar que é melhor

Não entre nessa disputa. Se uma pessoa lhe causou mal, recolha suas qualidades e vá embora com a certeza de que você pode mais. A necessidade de dar o troco para mostrar que também pode é pura perda de tempo. A vida é linda e o tempo prova quem é quem.

2- Falar pelas costas

A ânsia de desmascarar quem nos fez mal é sempre grande. Sentimos nos impelidos a apontar seus defeitos, relatar as maldades com outras pessoas e distorcer a realidade para ela parecer pior. Mas isso é um alívio momentâneo, um círculo negativo e viciante de vitimização que não cura a mágoa de fato. Apenas confie no universo. Ele revela quem é quem.

3- Ofender

Algumas pessoas cometem atentados inimagináveis contra nossa moral ou nosso coração. Vem um ímpeto de explodir, de gritar os piores palavrões, de tocar fundo nas feridas que sabemos que o outro tem. Mas isso só nos faz tão vilão quanto quem nos causou dor. Além de ser completa falta de educação. Paciência é elegância.

4- Brigar

Entrar em discussões com quem não quer entender o quanto está equivocado não nos leva a nada. Seja indiferente, e afaste-se. Mais inútil ainda que a troca de insultos, a agressão física é a resposta dos fracos e destemperados que perdem para seu lado animal quando sua própria alma não é capaz de achar resposta melhor.

5- Dar o troco

Com a vingança, nos igualamos ao nosso inimigo. Sem ela, superamo-lo. Porque dar o troco na mesma moeda significa ter valores iguais em mãos. A melhor vingança é a indiferença, porque significa não ser atingido pelo mal de quem quis lhe derrubar. Não existe gesto mais elegante do que sorrir genuinamente em paz diante de um desafeto.

6- Tratar mal

Isso significa dar importância para quem lhe fez mal. É mostrar que o golpe lhe atingiu e que você está ferido. Seja educado, indiferente, mas não trate mal. Assim você vai mostrar ao seu oponente que nada o afeta e ele achará inútil tentar lhe atingir novamente.

7- Indiretas na rede social

Indireta virtual demonstra falta de personalidade de olhar nos olhos e ser sincero ou simplesmente mandar uma mensagem no privado. Esconder-se atrás de postagem na rede social é infantil. Resultado de amargura e, muitas vezes, da inveja. É uma necessidade pobre de provar algo para alguém que pode nem ler sua postagem.

Então, da próxima vez que uma pessoa o atingir ou lhe decepcionar o deixando triste e cabisbaixo levante a cabeça altivo e siga com elegância, majestade, senão a coroa cai…

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Luciano Cazz
"Luciano Cazz é publicitário, ator, roteirista e autor do livro A TEMPESTADE DEPOIS DO ARCO-ÍRIS." Quer adquirir o livro? Clique no link que está aí em cima! E boa leitura!