Ary Fontoura faz crítica ao preço do arroz agarrado a um pacote! “O negócio tá feio”

Resiliência Humana
sucesso-no-instagram-ary-fontoura-faz-critica-ao-preco-do-arroz-agarrado-a-um-pacote

“O negócio tá tão feio, que resolvi me apaixonar por esse arroz! Rindo pra não chorar”, escreveu o ator em seu perfil no INstagram, que está sendo um verdadeiro sucesso de público e crítica, por ser um alento, justamente nesse momento difícil de pandemia.

Motivo: Ele consegue rir de si mesmo, da situação, e carregado de humor e amor, ele levanta questões importantíssimas com leveza, mas com a sinceridade que o assunto exige!

O momento está dificil para todo mundo, máscaras, higienização, preços dos alimentos nas alturas, pessoas inconscientes e desmotivadas reclamando de tudo, ou seja, o fluxo de reclamação constante está nos levando a uma frequência pessimista e muito pesada.

Mas pessoas como Ary Fontoura estão tentando deixar a nossa vida mais leve com publicações que dizem o que precisam ser ditas, mas de forma bem humorada, com muito senso crítico, mas enxergando a beleza da vida, mesmo com as suas limitações e desafios.

Na publicação, Ary se agarra a um pacote de arroz pela metade, como se não quisesse que ele acabasse nunca, porque se acabar, ele terá que sair para comprar, e o preço está pela hora da morte, não é mesmo?

O que fazer a respeito do valor de um item tão essencial na cesta básica dos brasileiros?

“Rir para não chorar”, é o que diz Fontoura.

É, o negócio tá feio mesmo! Mas adianta ficar por aí chorando e se lamentando?

Não!

O que vai adiantar mesmo, é agir! Agir a respeito daquilo que não concordamos e não deixar que repassem preços abusivos para a população que já está tão castigada.

Se você concorda com o que está escrito aqui, passe essa informação a diante! Vamos nos unir para exigir os nossos direitos! Não vamos mais deixar que essa desigualdade cresça a ponto de colocar na mão de 6 pessoas a fortuna equivalente a metade da população brasileira.

Essa injustiça tem que acabar!

Precisamos nos unir para acabar com essa exploração dos super ricos em cima dos pobres, carentes e marginalizadas!

Não adianta reclamar! É preciso agir!

Vamos juntos!

*DA REDAÇÃO RH. Por Iara Fonseca

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia