Sorria, mesmo com o coração partido

Resiliência Humana

Sorria, mesmo com o coração partido Cada sorriso ilumina o mundo e amacia um pouco as durezas da vida.

Por Marco Lacerda*

“Gosto de pessoas que tiram sorrisos de mim, quando eu menos espero e mais preciso”, escreve um anônimo num site da internet.

“Dar ou receber um sorriso pode mudar completamente o seu dia. Não se acanhe e distribua sorrisos para quem estiver por perto!

Para mim, o maior dos gestos, o mais prazeroso, tanto para quem o faz, quanto para quem o vê. Quem o faz se sente leve, livre. Quem o vê, também!

Quando quero companhia, anseio por sorridentes. Não os bobo-alegres, mas aqueles que sabem do peso da vida, mas sorriem pois o peso é dela, não precisa ser deles”, diz o cientista de computação Pablo Faria.

“Desejo que o seu melhor sorriso, esse aí tão lindo, aconteça incontáveis vezes pelo caminho. Que cada um deles crie mais espaço em você.

Que cada um deles cure um pouco mais o que ainda lhe dói.

Que cada um deles cante uma luz que, mesmo que ninguém perceba, amacie um bocadinho as durezas do mundo”, diz a escritora Ana Jácomo no site Pensador.

É também o site Pensador que reproduz um augúrio da escritora Tati Zanella que soa como voto de Ano Novo:

“Tomara que o sorriso grude no seu rosto e não saia mais, que a felicidade te pegue de jeito e te deixe sem fôlego, que te faça olhar pra frente e esquecer do passado. Tomara que ela tome todo o seu tempo pra que você seja feliz sempre, tomara!”

Já o escritor Caio Fernando Abreu costumava dizer:

“Acredito que quando alguém chora sem motivo é para aliviar todas as vezes que ela engoliu o choro e colocou um sorriso falso no rosto.” E acrescenta: “Eu sei que todos os dias quando eu acordo Deus dá um sorriso e me diz: ‘Estou te dando a chance de tentar de novo’”.

Já a escritora Tati Bernardi pega mais pesado:

“O tempo passou, meu amor. Eu cresci, eu aprendi, eu mudei. Hoje eu sou outra. Depois de tanto lutar pra ver o seu sorriso, eu aprendi a valorizar o meu.”

O poeta Fernando Pessoa vai direto na veia:

“A caixa que não tem tampa

Fica sempre destapada

Dá-me um sorriso dos teus

Porque não quero mais nada.”

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS







COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia