A solidão às vezes é um processo seletivo da felicidade

Guilherme Moreira Junior

A solidão é uma chance de pertencimento entre você e a vida, onde cada silêncio pode desencadear novas liberdades.

Lide com ela. Tenha coragem. Respeite-a. Ela passa, mas deixa lições valiosas. Tome nota.

A gente tenta evitar, mas às vezes a solidão é um sentimento que não sabe ficar na reserva. Você tenta disfarçar com uma notícia boa ou com uma foto feliz, mas, nesse caso, a falta não é necessariamente da companhia.

Tem solidão que é diferente. Às vezes ela é interna e ninguém percebe, não adianta.

Ainda bem que o coração logo percebe e trata de buscar alguma resposta, mesmo que não seja uma completa.

Mas calma, essa solidão do bem. Ela chega pra gente aprender a amadurecer. Ela serve também pra gente abrir os olhos e cuidar melhor dos sentimentos entregues.

É, a solidão às vezes é um processo seletivo da felicidade. Ao menos uma vez na vida, quando menos esperar, ela vai surpreendê-lo e fazer com que você repense os seus inteiros. Dói um pouco, não vou mentir. Ainda assim, escolhi acreditar que é um tipo de dor que vem para provocar sorrisos mais adiante.

Porque a solidão não é um estado de separação ou abandono. A solidão é uma chance de pertencimento entre você e a vida, onde cada silêncio pode desencadear novas liberdades.

Lide com ela. Tenha coragem. Respeite-a. Ela passa, mas deixa lições valiosas. Tome nota.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Guilherme Moreira Junior
"cidadão do mundo com raízes no rio de janeiro"

COMENTÁRIOS