Será que você está mesmo pronto para receber tudo que pediu?

Kassia Luana

O que você faria se recebesse, neste momento, tudo o que VOCÊ PEDIU? O emprego dos sonhos, o relacionamento dos sonhos, um grande prêmio em dinheiro. Seja lá qual foi o conteúdo da sua lista para o Universo, o que você faria?

Será que você está mesmo preparado para receber tudo isso? Como lidaria com isso? Quais atitudes tomaria? E o que não faria? como se comportaria?

Aconteceu comigo. Passei quase 3 anos me preparando para receber tudo o que desejava do Universo. Cuidando da espiritualidade, da saúde física e mental, estudando, pesquisando… Passei por diversos mestres, mentores e cheguei a um muito especial. (pesquise sobre o professor Hélio Couto).

Em pouco tempo, estava no emprego dos meus sonhos, fazendo o que amo também como extra, em um relacionamento incrível com a minha família, namorando um homem maravilhoso…

Estava tão feliz que… comecei a procurar o que tinha de errado naquilo.

Procurando defeito no trabalho, no relacionamento, cocriando limitações de saúde… Tudo isso porque, apesar de ter desejado tudo aquilo, de me sentir pronta… ainda faltava limpar muita coisa dentro de mim que não me deixava sentir como merecedora.

Crenças que eu acreditava já estarem extintas, estavam ali escondidas no meu subconsciente aguardando a hora de reaparecerem e me recolocarem na situação confortável em que eu estava acostumada.

Quantas vezes você já se sentiu assim? Questionando se merece TUDO AQUILO QUE PEDIU, aquele emprego, se merece os filhos que tem, o marido que tem, se tem capacidade para fazer isso ou aquilo…

Crescemos com a crença de que não somos merecedores da felicidade e que estamos aqui para sofrer. Até nas orações repetimos, inúmeras vezes ao longo do dia e da vida que não somos dignos ou merecedores, que somos pecadores, que merecemos sofrer.

Acreditamos tão profundamente nisso que nos sentimos culpados quando estamos felizes. Já notou?

Tem vergonha dos colegas quando recebe um aumento. Vergonha da amiga solteira porque você conheceu uma pessoa bacana e está em um relacionamento.

A crença do não merecimento está enraizada profundamente no nosso subconsciente e, quando você se distrai, vem à tona com muita força. Se você não está consciente, atento, destrói tudo com a mesma velocidade que construiu.

Este é o processo de autosabotagem.

Então, como lidar com isso? COMO ACOLHER COM AMOR TUDO O QUE VOCÊ PEDIU?

A primeira coisa que fiz foi deixar de fugir da dor. Ela vem e eu sinto. Tudo. E quando o furacão diminui, começo a questionar a base daquilo: por que estou sentindo isso? Este é o real motivo? O que tem por trás deste sentimento? Qual a origem? Como posso resolver isso?

Em seguida, limpo a base, me perdoo e sigo em frente. (hoponopono, técnica hertz e várias outras podem ser encontradas na internet)

Outro método que me ajuda muito é a lista de qualidades. Sim, eu faço uma lista enorme de qualidades que tenho e que me fazem lembrar do quanto sou merecedora de tudo o que tenho. Isso mesmo: escrevo uma lista das coisas que me fazem quem eu sou e que me tornam, sim, merecedora da vida maravilhosa que tenho.

E, minha principal fórmula da felicidade é a gratidão. Agradeço diariamente por tudo que está em minha vida. Mas, nos dias em que a tristeza tenta bater à porta, listo tudo, cada pequena coisa pela qual devo ser grata. E isso torna o meu dia incrível.

Não sinta culpa por “escorregar” às vezes. Todo mundo tem dias estranhos. Você não é perfeito e não deve se cobrar isso. Eu trouxe uma mensagem especial para você: Você, assim como eu, está aqui na Terra para melhorar e ser feliz. Pare de ser tão duro consigo mesmo. Ame-se. Cada parte do seu corpo, do seu caráter. São estes detalhes que fazem de você quem você é.

Único e especial!

Respeite as suas limitações. Coisas maravilhosas estão por vir, se você permitir. Já pode agradecer. E quando este mar de felicidade chegar e invadir sua vida, seja grato e saiba que tudo que acontece é porque você pediu e merece!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Kassia Luana
escritora, promotora de vendas e divulgadora Seicho No Ie (SNI). Apaixonada pela vida, acredito na auto cura, na gratidão e amor ao próximo.