Sempre que você tenta acelerar a vida e pula fases, você sofre!

A vida é feita de fases e por isso, ela exige que nós respeitemos a ordem dos acontecimentos para que possamos nos sentir felizes e satisfeitos diante da nossa realidade.

Para tudo existe uma ordem, uma necessidade que deve ser atendita por nós.

Nascemos e não saímos falando, andando e nos comportando como adultos. Primeiro somos cuidados, essa é a nossa primeira lição de humildade, porque dependemos que os outros, os nossos cuidadores, nos ajudem e nos ensinem, para só depois, conseguirmos falar o que realmente queremos, para só depois, conseguirmos andar com as nossas próprias pernas.

Nos relacionamentos afetivos, também precisamos respeitar uma ordem, caso contrário, acabamos trocando “os pés pelas mãos” e, acabamos comprando “gato por lebre”, ou seja, caímos na ilusão de que fomos enganados, mas na verdade, quem se enganou, ao pular as fases e entrar de cabeça em um relacionamento, com pouco tempo de envolvimento afetivo, fomos nós.

Precisamos, primeiro, conhecer a pessoa, promover encontros de conexão, alinhar as espectativas para que ambos comecem a se envolver seriamente, e só depois dessas fases, poderemos concluir se estamos, verdadeiramente, vivendo o amor das nossas vidas.

Acontece que, nem sempre aceitamos seguir esse protocólo. Acabamos, vez ou outra, sucumbindo a ansiedade de querer acelerar esse processo e, começamos a nos envolver seriamente com uma pessoa que nem sequer conhecemos direito.

Muitos se entregam e já se apaixonam no primeiro encontro, fazem planos de futuro com alguém que nem sequer se conectou verdadeiramente ainda.

É aí que os problemas começam. Quando queremos a acelerar a vida e pulamos as fases, olhamos para um mero desconhecido como se ele fosse o amor das nossas vidas.

Nós mesmos nos enganamos e depois choramos, debruçados no “leite derramado”. E isso acontece porque estamos querendo pular as fases essênciais da vida.

Não queira acelerar a vida e viver um amor que só existe na sua cabeça, mas ainda nem preenche o seu coração. Todas as vezes que você faz isso, você acaba sofrendo e fazendo os outros sofrerem com cobranças impossíveis de serem pagas.

Pare de cobrar que a vida te entregue um amor a qualquer custo, porque o preço que se paga quando não se cumpre as fases é muito alto! E nem sempre você possui condições emocionais e mentais para pagar esse preço.

Se você sente que está sempre tentando acelerar a vida, pode ser por isso que você sempre acaba vivendo em estado de sofrimento, me chame no direct @rhamuche, eu posso te ajudar a enxergar a beleza que existe em cada fase da vida e, quando você conseguir entender a necessidade de cada uma, você, finalmente, encontrará o amor da sua vida, porque você vai, finalmente perceber que esse grande amor que você procura nos outros, você precisa, primeiro, sentir por você.

ASSISTA ESSA LIVE QUE EU FIZ PRA VOCÊ:

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

*Foto de Sage Friedman no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.