Se você precisa de força, ore. Se precisa de conselhos, aquiete-se, converse com Deus

Sil Guidorizzi

Se você precisa de força, ore. Se precisa de conselhos, aquiete-se, converse com Deus!

Não estou aqui para lhe mostrar o caminho a seguir. Mas, ele existe dentro do seu coração, dentro dos seus sentimentos mais plenos. Existe onde sua raiz se finca, onde as tempestades cessam, onde seu amor reconstrói sonhos argumentos e ideologias internas.

Creia, falo por mim, falo pelo olhar que já transbordou sentimentos exaustos, que transbordou mais de mim. Falo pela cura que conseguiu me religar ao tempo, pela simplicidade em aprender a administrar meus bens espirituais, bens inestimáveis que não merecem ser acorrentados pela insensatez de quem não sente um pingo de afetividade por mim e por nada que gere a energia da tranquilidade ao coração.

Às vezes, nós nos envolvemos demais em coisas que não são nossas, que não nos pertencem e nos emaranhamos em situações que não nos favorecem em nada e que atuam sobre nosso corpo e nossa alma sem nenhuma receptividade interior, causando-nos apenas o impacto daquilo que não deveríamos ter acionado em nós mesmos.

Não estou aqui para julgar, para colocar o dedo em sua ferida, nem para exigir nada de quem quer que seja; apenas peço que você se aprofunde mais, que asserene mais, que feche os olhos renascendo dentro daquele tanto de amor e luz que envolve o seu ser.

Movimente-os dentro de si, esclareça as coisas que não podem ser deixadas para depois.

Se for de força que você precisa, ore. Se for de conselho, aquiete-se, permita-se uma conversa a sós e converse com Deus. Seja esse vínculo com sua alma. Tenha paciência, persevere e cuide para se manter saudável no corpo físico e na mente.

Muitas vezes a vida virá como vendaval extenuante, muitas vezes ela também lhe abrirá todos os espaços possíveis para que você possa circular e perceber a hora de ir adiante aproveitando as oportunidades enviadas.

Some, aprenda, confie. Vale mais uma tentativa do que não ter a capacidade de quebrar paradigmas internos.

Só estou aqui para dizer que eu também tento, eu também mudo feito as estações, sonho com honestidade, soletro em voz baixa o que preciso, enviando ao universo esse sentimento que não é falso, não é desonesto e que pode me modificar me dando uma extensão maior daquilo que mereço viver.

Já andei em via de mão dupla, já fugi pela contramão, já descansei no meio do caminho. Já me doí, já me afastei, já voltei muitas vezes para dentro da caixa e saí. Hoje eu me armo de fé e não me agrido mais.

Ofereça o seu melhor para a vida que a vida lhe devolverá em dobro.

Por mais que muitas vezes você sinta que ela é injusta, ela não é. Ela apenas está dizendo onde você deve melhorar, onde você pode exercer seu livre-arbítrio, entre um sim e um não, entre um adeus e um até logo, entre um reencontro cheio de calor.

Vá em frente. Eu aposto que tudo virá no tempo justo e certo. Não se afaste de sua fé e mantenha-se seguro e firme nas mãos de Deus.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Sil Guidorizzi
Sou Paulista, descendente de Italianos. Libriana. Escritora. Cantora. Debruço-me sobre as palavras. Elas causam um efeito devastador em mim. Trazem-me â tona. Fazem-me enxergar a vida por outro prisma. Meu primeiro Livro foi lançado em Fevereiro de 2016. Amor Essência e Seus Encontros pela Editora Penalux. O prefácio foi escrito pelo Poeta e Jornalista Fernando Coelho. A orelha escrita pelo Poeta e jornalista Ivan de Almeida. O básico do viver está no simples que habita em mim.