Sair fazendo filho por aí é fácil! Difícil é ser um pai de verdade!

Sei que quando uma mulher tem um filho com um homem que não sabe ser pai, ou mesmo, não quer ser, a dor que ela sente é dilacerante. A não ser que essa tenha sido a sua escolha, de ser mãe independente.

Um pai que não sabe ser pai, geralmente, também não teve um pai amoroso e, se não soube aprender com isso ao longo da vida, enquanto adulto, não consegue ser um bom pai para o seu filho. Mas isso, definitivamente, não é justificativa para perpetuar a mesma dor.

Muitos, fogem a responsabilidade, e deixam no colo das mulheres o fruto do seu desrespeito com a própria vida.

A nação de mães solteiras só aumenta ano após ano. Grande parte dessas mulheres cuidam de seus filhos sozinhas, com pouca ou nenhuma interação dos pais. Às vezes, nem pensão eles pagam, mas ando percebendo uma mudança em muitos homens que estão evoluindo nessa missão da paternidade amorosa. Eles existem sim. E aos montes.

Essa semana, eu estava andando pela praia, fazia frio e ventava, poucas pessoas estavam caminhando por lá, e as poucas que estavam ali, eram crianças, e pasmem, com seus pais, disse pai, não mãe.

Isso me fez pensar em o que de fato é um pai de verdade!

Fiquei encantada em ver tantos pais com seus filhos curtindo um fim de tarde, sem as suas mães a tira colo. E é incrível como ainda nos admiramos com essa cena, não é mesmo?

Achamos natural uma mãe sozinha cuidando de 3 crianças, mas não vemos com a mesma naturalidade um pai sozinho com muitas crianças.

Nos perguntamos: Como ele dá conta de tanta criança? Como se isso fosse um serviço para um super ser, e esse super ser precisaria ser, necessariamente, uma mulher.

Para muitos homens, é fácil fazer um filho, em uma noite de balada, em um romance relâmpago, em um relacionamento tóxico, em uma relação inconsciente, o difícil é ser pai de verdade, estar ali no dia a dia, cuidando, aconselhando, acompanhando as tarefas escolares, levando e buscando nas atividades esportivas, em consultas ao dentista, ao pediatra, contando histórias para dormir, ensinando os valores que os sustentarão na vida adulta.

É bom ver um pai agindo assim, como um pai de verdade. E melhor seria se essa cena, de um homem se divertindo com seus 3 filhos e mais 3 amiguinhos dos seus filhos, não nos admirasse tanto, simplesmente se tornasse uma coisa que é, normal.

Um homem tem toda a capacidade de cuidar de muitas crianças ao mesmo tempo, tem sim o poder de realizar atividades que as mulheres fazem, muitas vezes, com as “mãos nas costas” (é o que muitos pensam, mas na verdade, as mulheres ficam extremamente cansadas com a jornada dupla).

Um homem que é um pai de verdade fica iluminado, seu sorriso brilha e sua alma bonita reflete feito água limpa. É impossível não olhar para um pai de verdade cuidando de seus filhos com amor.

A gente se derrete, e pensa: É assim que tem que ser! É assim que sempre deveria ter sido!

Um pai de verdade valoriza a felicidade do seu filho, quer estar por perto, mas não se torna um ditador da verdade, um dominador, ou muito menos, faz os seus filhos o obedecerem por medo de serem agredidos.

Um pai de verdade não usa a violência verbal e muito menos física, ele se ajoelha e orienta baixinho, sem humilhar ou desmerecer.

Um pai de verdade compreende que para seu filho se tornar um ser humano íntegro, ele precisará ter uma infância feliz, com pai e mãe presentes, e que concordam nas orientações colocadas aos filhos.

Um pai de verdade descobre nos olhos de um filho o amor verdadeiro, aquele que Jesus veio nos ensinar! E esse amor é capaz de curar toda a dor que, por ventura, esse homem ainda sinta em seu coração.

Porque é através do amor verdadeiro que nos transformamos em seres melhores, mais felizes e realizados!

Parabéns aos homens que se dedicam aos seus filhos como pais de verdade!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Iara Fonseca. Foto de Mikael Stenberg no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA e SEU AMIGO GURU. Neurocoaching e Mestr em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram.