Ressignificando tudo… porque sou agora a minha “melhor amiga”, “o meu grande amor”

Patricia Tavares

Ressignificando tudo… porque sou agora a minha “melhor amiga”, “o meu grande amor”…

Eu já soube muito tudo o que eu queria na vida. Sempre me preocupei em organizar tudo, o tempo todo, muito bem organizado, ainda que a vida insistisse em desorganizar. Eu montava, a vida desmontava; eu, teimosa, montava, remontava, organizava novamente, reorganizava, por anos a fio…

Há alguns meses, depois de golpes “duros” demais da vida, eu me rendi, perdi o fio da meada, fiquei muito assustada por não conseguir montar tudo novamente, organizar, reorganizar, tudo se partiu tanto, desorganizou tanto, tudo se quebrou de tal forma, que não dava mais para restaurar, como fiz a vida inteira… e agora, talvez pela primeira vez na vida, ainda não consiga saber exatamente o que pretendo, o que quero daqui para frente.

Pela primeira vez isso não está me assustando nem um pouco e não me encontro ansiosa em descobrir para organizar, para estruturar, muito pelo contrário, dane-se! Estou sentindo um imenso alívio… o “não saber” é totalmente profilático, oportuno, uma espécie de “enorme conforto”, de bálsamo…

Nesta confusão toda, uma coisa eu agora sei, e cada vez sei mais e melhor: aquilo que eu “não quero”!

Isto, em todas as circunstâncias, com todas as pessoas, fica mais claro e evidente, a cada dia, fazendo-me ter um respeito absoluto pelo meu “SER”, sem mi mi mi, acabou a “era” do que já “era”… então o motor é meu, totalmente meu, ninguém põe mais a mão.

É lógico que isso é “empoderamento” sim, é o Farol , é a bússola do que já consigo, do que já possuo, independente do que ainda não consiga, não possua.

E sigo me apoiando muito, independente de todas as adversidades, de todas as circunstâncias e pessoas, independente dos resultados, ressignificando apenas, porque sou agora a minha “melhor amiga”, “o meu grande amor”.

Quando os primeiros brotos começarem a surgir, não diga que isso não basta, ao invés disso, diga: Que bom, aí vem eles! (Louise Hay)

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 19 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.