Recupere a confiança em si mesmo

Resiliência Humana

A falta de confiança em si mesmo destrói mais sonhos do que a falta de talento. Ela o convence de que você não é suficientemente bom ou competente. Com o tempo, este convencimento evita que você tente coisas novas.

É essa a vida que você deseja? Ou você preferiria ter uma vida mais plena? A confiança em si mesmo te deixa ver tudo o que é capaz de fazer. Todos nós em algum momento nos sentimos inseguros, mas as pessoas mentalmente fortes sabem que é preciso avançar. Siga estas recomendações e recupere a confiança em si mesmo.

Reconheça e aceite suas dúvidas

O primeiro passo para recuperar a confiança em si mesmo é aceitar que você tem dúvidas. Quanto mais rápido você fizer isso, mais fácil será mudar sua perspectiva.

Não se preocupe com as pequenas coisas que te fazem duvidar de si mesmo, nem tente silenciá-las. Evitar estas dúvidas ou negá-las somente lhes dá mais poder. Por outro lado, aceitar que existem o obriga a buscar uma alternativa para avançar. Quando você foca em negar suas dúvidas, gasta muita energia. O pior é que no final não obtém nenhuma vantagem em sua vida.

Questione as razões de seus pensamentos

O segundo passo para recuperar a confiança em si mesmo é questionar a origem de suas dúvidas. Uma vez que você já sabe quais são as coisas que geram as dúvidas, pergunte-se de onde vieram.

Por que eu acredito que não posso fazer X coisa?

Quem me disse para não tentar?

Fracassei alguma vez ao tentar? Por que fracassei?

Que diferença existe entre as tentativas anteriores e agora?

Questionar-se o obriga a ver o problema de um ponto de vista mais proativo. Não importa a situação, e sim como você a analisa.

Buscar os fatores reais o ajudará a ver as coisas de uma forma mais realista. Saiba que este exercício não lhe dará mais confiança. No entanto, você obterá algo mais importante: as chaves para ter sucesso na busca pela confiança em si mesmo.

Imagine o pior cenário

A falta de confiança em si mesmo pode levá-lo a ter ideias preconcebidas equivocadas. Você pensará que não tem mais opções ou que tudo sempre dará errado. A chave neste ponto é dar a oportunidade de imaginar o pior cenário possível. Pergunte-se:

Do que eu tenho medo?

O que aconteceria se X coisa ocorresse?

Onde eu estaria?

O que poderia fazer para seguir em frente?

Qual oportunidade poderia criar neste momento?

De todas estas perguntas, creio que a mais importante é a última. Costumamos seguir pela vida acreditando que as oportunidades chegam de forma espontânea. A realidade é que a maioria delas é resultado de nossos esforços.

Eu asseguro que nenhuma situação na vida nos deixa sem alternativas. Às vezes somente temos que dar um pouco mais de energia e concentração, mas sempre existe uma saída viável. Quando você entender isso, sua confiança crescerá exponencialmente.

Analise suas emoções
Suas emoções possuem um papel mais importante do que você acreditava. A ansiedade fará você se sentir inseguro, incapaz, e evitará que você tome decisões. Por isso, preste muita atenção ao que está sentindo e na mensagem.

Para recuperar a confiança você terá que dar um grande salto de fé em si mesmo. Se você tem medo, averigue onde nasce o medo e como pode dominá-lo.

Será mais fácil deixar-se levar pelos medos e depois culpar as circunstâncias. O problema é que isto somente causará tristeza, depressão e sonhos perdidos.

Analise cada emoção e quando notar que nenhuma tem um fundamento real, mude seu caminho. Comece com as decisões mais simples e pouco a pouco a confiança em si mesmo o levará a novos desafios.

Foque em melhorar sua realidade atual
Muitos problemas de confiança nascem da incerteza em relação ao futuro ou das tristezas do passado. Saiba que nenhum destes dois tempos existem. Sua única realidade é a que você tem hoje.

Recupere a confiança em si mesmo ao tomar consciência do hoje. Se você acredita que não tem muito, somente lembre-se que está vivo mais um dia. Olhe ao seu redor e verá que está rodeado de gente que o ama e que o considera importante.

FONTEA Mente é Maravilhosa
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia

COMENTÁRIOS