“Racismo não existe”. Filhos de Gio Ewbank e Bruno Gagliasso sofrem ataque racista em Portugal.

Gio Ewbank e Bruno Gagliasso presenciaram um ataque racista aos seus filhos Titi e Bless em uma praia em Portugal. O vídeo onde Giovanna aparece gritando com uma mulher branca que ofendeu seus filhos, viralizou, e os dois concederam uma entrevista ao Fantástico para contar o que aconteceu.

Segundo o casal, a mulher gritava, entre várias coisas, “volta para a Africa”, “seus pretos imundos”. Quando percebeu a situação, a atriz foi até a mulher racista e reagiu dizendo que ela merecia um soco na cara, entre outras falas desesperadas.

Perguntada pela jornalista Maju Coutinho se a atriz tinha agredido a mulher com tapas, Giovanna respondeu que sim, mas Bruno logo veio em defesa da esposa, “Na verdade ela não agrediu, a minha mulher reagiu. Não confunda a reação do oprimido com a ação do opressor”, disse o ator.

O casal decidiu combater de frente o racismo sofrido pelos filhos. “Foi a primeira vez que a minha filha me viu combatendo o racismo de frente”, desabafou a atriz.

Segundo Gio, o filho Bless não entendeu muita coisa, mas a Titi, a mais velha, percebeu e entendeu tudo.

Antes de tudo acontecer, a família estava feliz aproveitando os dias de folga na praia.

A notícia que correu o mundo, provou para todo aqueles que ainda insistem em dizer que “racismo não existe”, que o racismo está mais vivo do que nunca, e vem sendo propagado por pessoas brancas, extremamente cruéis e ignorantes.

“As mães pretas não tem voz, e eu lanço mão do meu privilégio branco, para fazer valer a voz dessas mães. A minha voz será ouvida, como eu pude gritar naquele restaurante”, disse Giovana.

Muitas pessoas pretas são invalidadas quando buscam justiça diante de uma situação racista. Infelizmente, existem pessoas que insistem em dizer que não existe mais racismo.

Como abordou a reportagem, as mulheres pretas são invalidadas quando defendem os seus filhos, ou mesmo, quando procuram justiça para si mesmas – mas uma mulher ou pessoa branca, combatendo outra pessoa branca, é ouvida pelos cidadãos e pela sociedade.

Essa situação sofrida pelos filhos do casal famoso, deixa claro a existência de um racismo estrutural que precisa ser fortemente combatido em nossa sociedade.

Uma criança nunca deveria ter que presenciar uma situação como essa, porém, situações como essas acontecem diariamente e não são combatidas com o rigor que merecem.

A mulher branca que cometeu o ato de racismo em Portugal foi encaminhada a delegacia, mas logo foi liberada. Por conta dess impunidade, pessoas como ela, continuam se achando no direito de fazer o que fazem.

Enquanto não houver rigor nas penas contra esses atos racistas, essas pessoas continuarão agindo da mesma forma, com o respaldo das autoridades.

Racismo existe, e precisamos parar de negar a verdade para que os racistas comecem a responder pelos seus crimes.

“Não fique calado, fale, denuncie, essas pessoas precisam ser responsabilizadas”, detonou Bruno Gagliasso.

*DA REDAÇÃO RH. Com informações G1.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia