Quem vive preocupado com o futuro se sente perdido no presente!

Vivemos em uma sociedade de excessos e de pessoas cada vez mais ansiosas. O imediatismo impera em nossas rotinas e queremos tudo para ontem. Viver preocupado faz com que nos percamos no presente.

Somos consumidos por nossas próprias mentes aceleradas, bombardeadas por todo tipo de informação a todo o momento. Esse excesso de informação satura a mente, impede a absorção do que realmente importa e altera a construção dos pensamentos.

Com isso, nos tornamos pessoas sem paciência e irritadas com pequenas coisas do dia a dia como uma internet lenta, quando demoram para responder nossas mensagens, com o trânsito e muitas outras.

Viver preocupado causa o esgotamento do cérebro e é um risco sério para nossa saúde emocional porque o cérebro é como um musculo que cansa e precisa de descanso.

O mundo mudou muito nos últimos anos e somos a geração mais ansiosa dos últimos tempos.

Confira algumas dicas do para enfrentarmos a ansiedade:

#1 – Diminua a quantidade de informações, seja seletivo;

#2 – Viva o momento e não fique conectado às redes a todo momento;

#3 – Tenha foco e não tente fazer várias coisas ao mesmo tempo;

#4 – Pratique atividades lúdicas e lentas.

Ouça músicas calmas como as clássicas, aprenda algum instrumento, pratique exercícios, faça teatro ou comece a pintar.

Uma dica são os livros de colorir que fizeram sucesso nos últimos anos, eles desaceleram a mente, tranquilizam e aumentam a concentração;

Determine onde você quer chegar e que você não é um escravo dos seus pensamentos, e que nada será mais forte que a sua vontade e determinação.

Qual o preço você está pagando por sofrer por antecipação?

Cobre-se menos e cobre menos dos outros. A verdadeira felicidade consiste em você construir uma boa relação consigo mesmo.

Não seja escravo da sua mente. Transforme a sua forma de pensar. Cultive bons pensamentos e viva de forma mais serena.

Se abrace e repita:

“Eu não sou um ser humano perfeito, eu sou um ser humano em construção.”

Cuide sempre da sua saúde mental. Fazer terapia não é luxo é qualidade de vida.

Chame no direct @rhamuche caso precise de ajuda para se reconstruir.

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. *Foto de Matthew Osborn no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.