Recentemente publiquei um artigo científico chamado “Inteligencia social é a habilidade chave para uma vida saudável” porque percebo o quanto conviver em sociedade não é fácil.

A todo momento existem conflitos gerados por diferenças e dificuldades de relacionamento que, basicamente, são reforçados por disputas de egos. Porém, é possível desenvolver habilidades que melhoram esse cenário.

O conceito de inteligência geral foi desenvolvido para definir habilidades gerais, relacionadas a áreas específicas do cérebro, que, ao serem desenvolvidas, são passíveis de aprimoração e de desenvolvimento de habilidades específicas.

Já a inteligência social, é vista como um aspecto evolucionário da espécie humana.

Aquele que desenolve a intligencia social é se torna capaz de resolver problemas se utilizando de experiências passadas e encontrando padrões similares entre elas.

Ele é capaz de identificar também o que é uma mera disputa de egos, e o que é realmente uma questão que merece ser combatida.

Como isso acontece?

A origem dessas capacidades como a memória, o raciocínio lógico, a capacidade de comunicação verbal e o reconhecimento de símbolos, está localizada no córtex cerebral, que durante a evolução, passou por processos de mudanças significativas, como o aumento do cérebro, as mudanças e o desenvolvimento de suas estruturas internas, o aumento das sinapses e da quantidade de neurônios.

De acordo com pesquisas, o início das interações sociais se deu no período de desenvolvimento do Homo Erectus.

Acredita-se que a espécie hominídea apresentava características que a diferenciava dos outros primatas como o bipedalismo, a capacidade de utilizar ferramentas, o uso do fogo para proteção, dentre outras.

Esse período é caracterizado pela união da espécie em pequenas comunidades cooperativas demonstrando comportamentos similares ao homem moderno.

A inteligência social e a capacidade de construir relações saudáveis.

A capacidade de se relacionar e interagir de forma inteligente é resultado do desenvolvimento de uma série de traços comportamentais como: autocontrole, adaptação, empatia, inspiração e trabalho em equipe.

È bom ter em mente que a intencionalidade das próprias ações permite um melhor conhecimento de si mesmo e uma melhor orientação dos próprios comportamentos.

Ou seja, a inteligência social é a forma com a qual um indivíduo se comporta na sociedade e para desenvolvê-la é necessário o autoconhecimento.

É natural para o ser humano a disputa e a competição, porém, os indivíduos que desenvolvem a inteligência social se sentem confiantes e satisfeitos consigo mesmos e não entram em disputas de egos.

Eles também são capazes de confiar mais nas pessoas, praticam a humildade e aprendem com os outros.

Um outro ponto é que esse aprendizado permite a ativação dos neurotransmissores da recompensa que promovem a plenitude e evitam a ansiedade e a insegurança.

Quando um ser humanos busca desenvolver as suas capacidades de interação social ele passa a identificar com mais facilidade as disputas que são vazias e que denotam vaidade, inveja e controle do ego e, não se deixa levar por elas. Ele simplesmente se esquiva, compreende profundamente do que se trata a disputa e volta a sua atenção para o que realmente importa e para tudo o que vai lhe trazer resultados mais positivos e significativos nno presente.

Você acha que já desenvolveu a inteligencia social ou ainda sente que vive entrando em disputas de egos? Quando os egos se enfrentam, nenhuma resolução acontece.

Caso precise de ajuda, me chame no direct @fabianodeabreuoficial e agende uma consulta.

*Fabiano de Abreu Rodrigues é PhD, neurocientista com formações também em neuropsicologia, biologia, história, antropologia, neurolinguística, neuroplasticidade, inteligência artificial, neurociência aplicada à aprendizagem, filosofia, jornalismo e formação profissional em nutrição clínica. Atualmente, é diretor do Centro de Pesquisas e Análises Heráclito; Chefe do Departamento de Ciências e Tecnologia da Logos University International e membro da Federação Européia de Neurociências e da Sociedade Brasileira e Portuguesa de Neurociências.

*DA REDAÇÃO RH.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Fabiano de Abreu Rodrigues é psicanalista clínico, jornalista, empresário, escritor, filósofo, poeta e personal branding luso-brasileiro. Proprietário da agência de comunicação e mídia social MF Press Global, é também um correspondente e colaborador de várias revistas, sites de notícias e jornais de grande repercussão nacional e internacional. Atualmente detém o prêmio do jornalista que mais criou personagens na história da imprensa brasileira e internacional, reconhecido por grandes nomes do jornalismo em diversos países. Como filósofo criou um novo conceito que chamou de poemas-filosóficos para escolas do governo de Minas Gerais no Brasil. Lançou o livro ‘Viver Pode Não Ser Tão Ruim’ no Brasil, Angola, Espanha e Portugal.