Quem reclama da solidão, sente falta e não procura merece estar sozinho.

Parece insensibilidade minha dizer isso, mas é uma verdade incontestável, não dá para ser feliz sozinho se você ainda sente falta de alguém e não tem coragem de confessar o seu amor, ou pior ainda, lutar por ele.

Reclamar da solidão é o mesmo que permanecer onde está. Não adianta absolutamente nada.

Você acorda e a primeira coisa que vem a sua mente é a pessoa que você diz amar, mas que por insegurança, ou falta de amor próprio, insiste em se esquivar, em se manter distante, ou em colocar dezenas de objeções.

E a solidão te maltrata, te corta a alma ao meio. O sentimento é que você precisa do outro para se sentir inteiro, mas na verdade o que você precisa é assumir para si mesmo que o ama.

Uma coisa é certa:

Ficar quieto aí no seu canto não te protege de uma decepção como você pensa, o não você já tem. Mas se você se encher de coragem e se declarar, você tem 50% de chance de ouvir um sim.

Caso o pior aconteça, e essa pessoa que você tanto ama lhe disser que não existe nenhuma possibilidade de vocês ficarem juntos, pelo menos você vai saber a verdade e vai poder seguir em frente. Existem muitas pessoas por aí, e uma delas deve estar esperando alguém como você aparecer em sua vida.

Não perca tempo conjecturando, imaginando mil hipóteses, e fantasiando uma coisa que só existe na sua cabeça. Enxergue claramente o que a situação quer te mostrar, desanuvie os pensamentos obscuros que te impedem de agir, caminhe em direção daquilo, ou daquela que você realmente deseja.

Você não tem nada a perder, apenas a ilusão que você insiste em cultivar e que te faz sofrer.

Busque ser feliz com o que você tem, ou com quem realmente quer a sua presença ao seu lado.

Busque ser verdadeiro, e diga àquela pessoa o que o seu coração quer que você diga.

Não existe nada pior do que ficar esperando eternamente por um milagre da vida.

Existem pessoas que sofrem caladas, e que pedem encarecidamente a Deus que as coisas se resolvam em um passe de mágica, sem que elas precisem fazer nada.

Infelizmente, isso não será possível.

Até o milagre exige que façamos algo para que ele se manifeste.

Se você acredita que a pessoa que você ama só te aceitará de volta, ou só resolverá ficar ao seu lado por um milagre, você já está certo de que ela não é para você, mas mesmo assim, você continua sofrendo masoquistamente por ela.

Por quê?

Não existirá um ser humano na face da Terra que se entregará a uma pessoa que não se garante, que não luta por aquilo que deseja.

O amor está intimamente ligado a admiração, ao respeito que sentimos ao ver a forma como o outro encara a vida.

Geralmente nos apaixonamos quando percebemos que a outra pessoa pode ser uma motivação para que os nossos dias sejam mais alegres, coloridos, por alguém que nos faça ver beleza na vida pelo simples fato de existir.

Seja essa pessoa para quem você ama. Faça tudo o que você puder para transformar a vida dela e a sua em uma vida que vale a pena ser vivida.

Não fique nessa de fazer joguinhos de sumiço para que ela sinta a sua falta, essa atitude só demonstra a sua imaturidade.

Vivemos tempos difíceis e o que as pessoas mais querem agora é alguém que traga estabilidade e segurança, além de um amor sincero.

Seja sincero!

Respire fundo e desabafe tudo o que está entalado aí na sua garganta a muito tempo.

Você perceberá logo após desse desabafo, que era isso que você deveria ter feito há muito tempo.

Você se sentirá liberto, feliz e realizado, mesmo que a resposta da outra pessoa não venha toda perfumada e cheia de corações.

Mesmo que a outra pessoa ainda não esteja certa do que quer, você terá a chance de conquistá-la, de enviar amor a distancia, até que ela possa enfim, baixar a guarda.

É certo que existem milhões de corações feridos andando pelas ruas da vida.

Precisamos ser sensíveis para entender os traumas e as dores das outras pessoas, e entender que elas precisam se curar antes de começar um novo relacionamento.

Precisamos também acolher essas pessoas que temem o amor, pois não viveram relacionamentos onde existia amor verdadeiro.

Antes de se colocar a disposição para amar uma outra pessoa, você precisa aprender o que é amor.

Amor não é sentir solidão mesmo estando juntos, não é apego, não é ciúmes, não é sentimento de posse, não é querer mudar o outro ao seu bel prazer.

A solidão que você sente é um reflexo de como você acolhe o amor que precisa ser manifestado e você esconde.

Amor é compreensão profunda, é atenção, é zelo, é cuidado. É carinho, paciência, respeito a individualidade e parceria.

Esteja totalmente ciente disso antes de começar um relacionamento.

Geralmente, quando escolhemos relacionamentos que nos fazem sofrer, escolhemos porque acreditamos em um amor as avessas.

Ainda é tempo de entender o amor como ele realmente é, e conviver com um pessoa que seja tudo aquilo ela quer ser, e não tudo aquilo que você deseja que ela seja. O nome disso é companheirismo.

Se torne o companheiro de uma vida para a pessoa que você tanto deseja e não tenha dúvidas, ela sentirá a sua verdade, e a respeitará assim como você respeita a verdade dela.

Não esconda os seus sentimentos, e nem se entregue como uma criança inocente. Você é um adulto, e adultos avaliam os prós e os contras, se colocam em uma relação com integridade, autenticidade e amorosidade. Adultos não fazem birras, não querem tudo do seu jeito, ou pelo menos não deveriam fazer essas coisas.

Esse tipo de adulto ainda é uma criança em um corpo grande.

Cresça antes de querer se relacionar com alguém.

A solidão que te visita todos os dias é uma grande amiga que quer te dizer:

Pare de ser orgulhoso! Pare de se esconder atrás dessa armadura de autossuficiência. Pare de querer controlar tudo e todos.

Viva o amor com liberdade, e entregue ao outro o que existe de melhor em você.

Não jogue no colo do outro as suas sombras, as suas dúvidas, a sua insegurança.

Seja tudo o que você gostaria que alguém fosse para você, mas principalmente, ofereça ao outro o que ele deseja receber.

Não o force a aceitar o seu jeito de amar, se o seu jeito mais fere do que afaga. Cada um tem um jeito especial de amar, e cada um deve ser tratado como gostaria de ser tratado, não como “acreditamos” que é o certo, não como nossa vaidade exige.

Infelizmente a nossa visão é muito limitada sobre o que é o amor e como se deve amar e por isso acabamos criando conflitos e fazendo um inferno na vida daquele que a gente diz amar.

Se é para ficar junto, que seja para fazer o bem ao outro, nunca para fazer da vida do outro uma projeção daquilo que o nosso ego egoísta deseja para si.

O amor exige caridade, compaixão, entendimento, colaboração, e principalmente, respeito a individualidade do outro.

Pare de reclamar da solidão, pare de fugir da situação, pegue o telefone, ligue para a pessoa que você ama, ou saia agora e vá até ela, diga tudo o que você sente e que você quer viver ao seu lado, não imponha condições, apenas desabafe e escute com o coração aberto o que ela tem a dizer.

Você poderá ser surpreendido com a felicidade que você acreditava ser impossível. Simplesmente porque você resolveu ser honesto!

A honestidade destrói muros e constrói pontes.

Percorra a ponte!

No final dela estará a pessoa que você tanto ama, esperando que você a abrace e a respeite até que a morte os separe.

*Foto de Patrick Hendry no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Jornalista, escritora, editora chefe e criadora de conteúdo dos portais RESILIÊNCIA HUMANA e SEU AMIGO GURU. Neurocoaching e Mestr em Tarot. Para contratação de criação de conteúdo, agendamento de consultas e atendimentos online entrem em contato por direct no Instagram.