Quem não têm responsabilidade afetiva sempre arruma uma forma de nos culpar pelos seus erros. É preciso mais do que amor para uma relação dar certo, é preciso ter responsabilidade afetiva.

Quando você ama o outro mais do que ama a si mesmo, você se isenta da responsabilidade de ser feliz e passa a tentar se encaixar no modelo de felicidade do outro. Ou pior, você passa a exigir que o outro seja exatamente aquilo que você quer que ele seja, mesmo que ele não tenha nenhuma condição de ser o que você precisa.

Essa falta de clareza impede que o amor aconteça naturalmente, e nos torna irresponsáveis afetivamente.

Ter respnsabilidade afetiva é olhar para o outro como ele é, e aceitar que ele só pode oferecer o que ele tem e não o que você quer. É saber que você também só pode oferecer o que possui e que não deve inventar um personagem apenas para conquistar o amor do outro.

Muitas pessoas fazem o possível e o impossível apenas pelo gosto da conquista, depois que conseguem o que querem, não se preocupam mais em nos agradar e se empenham apenas em agradar a si mesmos. Agem de forma irresponsável e querem que a gente aceite os seus comportamentos inaceitáveis, que esconderam de nós.

A responsabilidade afetiva é a plena consciência do impacto que nossas palavras e ações têm sobre os outros. Implica estar ciente de que nossos comportamentos têm consequências sobre as emoções dos outros, sejam elas positivas ou negativas. Mas uma pessoa irresponsável afetivamente não se importa com o impacto de suas ações, ela está preocupada apenas em se autosatisfazer.

Pessoas que não têm responsabilidade afetiva sempre arrumam uma maneira de culpar os outros pelo erro que cometeram.

Por isso, é tão importante entender que só o amor não basta para uma relação dar certo, é preciso que, antes de decidir se relacionar com alguém, você aprenda a ter responsabilidade afetiva, caso contrário, você nunca vai construir um relacionamento saudável.

Precisa de ajuda para construir relações saudáveis, me chame no direct @rhamuche e agende uma consulta individual.

**DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar. Foto de Toa Heftiba no Unsplash.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.