“Quando você se contentar em ser simplesmente você mesmo e não comparar ou competir, todos o respeitarão.” Lao Tzu

Resiliência Humana
quando-voce-se-contentar-em-ser-simplesmente-voce-mesmo-e-nao-comparar-ou-competir-todos-o-respeitarao-lao-tzu

“Quando você se contentar em ser simplesmente você mesmo e não comparar ou competir, todos o respeitarão.” Lao Tzu

Hoje eu gostaria de focar em um hábito negativo que cria insegurança interna, destrói a auto-estima e pode fazer você se sentir bastante infeliz com sua própria vida.

A comparação costuma surgir quando passamos boa parte de nossas vidas na internet e nas mídias sociais.

E esse hábito é comparar você e a sua vida aos stories de destaque de outras pessoas.

O que quero dizer com isso?

É tão fácil começar a comparar sua vida com a vida de amigos, antigos colegas de classe ou celebridades de todos os tamanhos, à medida que você vê, a cada dia, quão perfeitas são suas casas, filhos, vidas amorosas e quão abundantes são seus momentos maravilhosos.

Mas a vida real não é compartilhada no Facebook e Instagram!

É apenas o rolo de destaque da vida dessa pessoa. Os momentos positivos.

E é realmente natural querer compartilhar esses momentos ou dias com seus amigos ou seguidores.

Agora, para algumas pessoas, isso pode se transformar em algo destrutivo.

É uma maneira de criar uma imagem mais perfeita da vida para obter esse impacto de gratificação instantânea, à medida que as pessoas adicionam positividade através de comentários, curtidas e votos positivos.

Mas todo mundo tem problemas, às vezes.

Eles falham. Ficam doente. Tem dias ruins ou hábitos negativos, como todo mundo.

Não importa quem você é ou como você é ou faz.

Eu também tenho esses problemas. Assim como qualquer outra pessoa.

Eu ainda tropeço e caio em alguns dias. Duvido de mim mesmo ou sou pessimista de tempos em tempos. Isso é humano.

Portanto, não se esforce para ser perfeito ou se comparar com os stories de destaque de outra pessoa.

Aqui estão três etapas saudáveis ​​que você pode seguir:

Etapa 1:

Olhe para a vida dos outros de maneira mais inteligente.

Sempre haverão pessoas que têm coisas mais agradáveis ​​que você.

Ou são melhores do que você em alguma coisa. Não importa o que você faça.

Então, se você quiser comparar, faça-o de uma maneira que não o faça sentir inveja e inferior.

Faça isso comparando-se a si mesmo.

Veja até onde você chegou. Olhe para os obstáculos que você superou, o que aprendeu e como cresceu.

Etapa 2:

Gaste sua energia e tempo com o que mais importa.

Passo a passo: passe as horas do seu dia e semana na construção de hábitos que farão de você uma pessoa melhor e mais feliz também.

Por exemplo: almeje ser otimista em 70% do tempo, e perceba que, talvez, você tenha sido apenas 50% no mês passado.

Ou gaste mais do seu tempo livre semanalmente no seu passatempo favorito ou aprimorando uma habilidade valiosa.

Etapa 3:

Solte o que pesa.

Se necessário, cancele a inscrição ou remova contas de mídia social do seu fluxo, se você sentir que elas o estão arrastando para baixo e diminuindo sua auto-estima. Mesmo que essas coisas também possam ser divertidas.

A vida não é apenas um stories de destaque, não importa quem o compartilhe.

Portanto, olhe além disso, lembre-se de que todo mundo é humano e pare de se comparar com essa visão limitada de alguém.

A longo prazo, você ficará feliz com o que fez.

*Tradução e adaptação REDAÇÃO RH. Com informações Positivity Blog.
*Foto de Carol Oliver no Unsplash

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia