Quando se é parceiro(a) não se encontra tempo e nem sentido para competir com o outro

Patricia Tavares

Quando se é parceiro(a) não se encontra tempo e nem sentido para competir com o outro. Nas parcerias, encontra-se muito espaço para admiração, gentilezas, cooperação, incentivos, gratidão, compreensão, para o entendimento.

Em um mundo com tantos equívocos onde se é treinado para duelar, e sobressair, em detrimento do outro, encontrar pessoas que acrescentem e não o queiram apagar, e sim engrandecê-lo, beneficiá-lo, de alguma forma, é um privilégio!

Lógico que isso deveria ser via de regra, mas ainda não é. Quem tem uma parceria, importante dar valor e retribuir com toda a cooperação necessária para que juntos possamos alcançar o mundo, livres do ego, apenas pela soma das partes, e pela geração de energia do todo, porque é isso que importa: o “todo”.

Indelicadezas, guerras, conflitos, abuso de poder, não constroem nada, isso é fato, mas parece que somos ignorantes desta verdade, ou voltamos para uma memória de luta arcaica, das cavernas, e de guerra a que somos treinados até os dias atuais, reforçando o tempo todo a total incompatibilidade do crescimento saudável das relações.

Nas parcerias, não se encontra tempo para diminuir as condições do “outro”, as nossas atenções estão focadas em fortalecê-las.

Juntos, unidos, somando talentos, interesses, sentimentos, forças, somos infinitamente maiores, melhores!

Somente desta forma existe construção. De outro modo, é só um aglomerado de coisas vividas, mas sem essência, sem preenchimento.

Quando se compete o tempo todo ou se tenta ofuscar o brilho do outro, é claro que está aí embutido um sentimento de desconfiança total sobre si mesmo.

Quem tem confiança em si, em seus potenciais, não sofre com o brilho do outro, pois há céu para todo mundo brilhar.

Quem está mais seguro, entende que cada um é único em seu ser e em seus potenciais e que o que alcançamos é o agregar de aptidões, sentimentos, dons e possibilidades.

É acréscimo sempre, dou e recebo, não há outra premissa para quem entende que todos são importantes na vida.

Que, um dia, a união, a cooperação, as construções e o amor prevaleçam.

Que não precisemos destruir para entendermos princípios tão básicos, para conseguirmos alcançar esta realidade tão linda!

A parceria nos possibilita relações mais humanizadas, mais justas e um mundo realmente igualitário.

Querido universo, eu já entendo um pouco sobre a união, a cooperação, a soma, o conseguir partilhar os meus potenciais, e já consigo deixar as pessoas me afetarem com seus lindos talentos, potenciais e sentimentos, sem me sentir ameaçada, muito pelo contrário, sinto-me mais forte e mais potente!

Por favor, só traga daqui para frente para a minha vida pessoas que já possuem esta consciência, e pode levar as outras, que ainda não entenderam estas realidades.

Eu o agradeço completamente e inteiramente, imensamente!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Patricia Tavares
Sou Psicóloga e Reikiana nível 2, trabalho há 19 anos em consultório com psicoterapia, hipnose clínica. Já trabalhei em hospital, núcleo de violência da mulher. Acredito na vida, no amor, nos bons sentimentos, no perdão, na beleza da alma, na superação, no ressignificar, na humanidade. Adoro escrever e falar sobre sentimentos, superações, motivar pessoas, conseguir promover o melhor, despertar o que possa ser maravilhoso em cada um de nós e libertar pessoas de suas prisões emocionais, com uma nova e especial forma de viver, independente dos acontecimentos da vida.