Quando a carência atrapalha a vida amorosa

Resiliência Humana
attractive thoughtful brunette curl woman with a pillow on the bed Woman`s problem

O que você faria se o seu parceiro não assumisse a relação de vocês publicamente e não a procurasse por quatro meses? O que você pensaria? Nesta edição de A Escola do Amor Responde, os palestrantes e apresentadores Renato e Cristiane Cardoso orientam a aluna Mariza, que está vivendo esse dilema. Ela já foi casada e agora namora um rapaz dez anos mais novo do que ela, que, além de só encontrá-la às escondidas, a procura de vez em quando. Confira o que eles disseram à aluna. Os conselhos podem ajudar você, caso também esteja passando por problemas na vida amorosa.


Mariza – Sou separada há três anos. Ficamos dois anos separados, mas morando na mesma casa e há oito meses ele foi embora. No período em que estava morando com meu ex, conheci um rapaz, mas de um tempo para cá fiquei sabendo que ele é “rodado” e já ficou com várias mulheres. Estamos juntos há três anos. Tenho 41 anos e ele, 31, e ele nunca me levou para sair. Nos encontramos às escondidas e há quatro meses ele não me liga. O que devo fazer?

Renato –
Você finge que não vê que ele está usando você. Quer dizer, você não chegou a ser amante, mas foi uma das que ele usou.

Cristiane –
É interessante que você ainda diz que está com ele. Ele só está tirando proveito de você, está te usando e até sua boa vontade. Ele nunca a levou para passear, não a apresentou a ninguém e esses são sinais de que você está sendo usada, Mariza. E você ainda nos pergunta o que deve fazer.

Renato – Seu problema é muito sério: está carente porque teve um casamento frustrado. Provavelmente você viveu com um homem que não lhe deu muita atenção, não a tocava. Com isso, ficou carente, se sentiu fracassada no amor e, em meio ao fracasso, encontrou esse “toy boy”, um garoto para brincar com você. Caiu na conversa de que ele gosta de mulheres mais velhas e acabou se entregando. Mariza, ele já demonstrou que não é homem de uma mulher só, mas sua carência está a cegando e bloqueando o seu entendimento. Você não consegue enxergar o que todos enxergam. E o seu verdadeiro problema não é o fato de esse rapaz não procurá-la há mais de quatro meses ou de não a assumir, mas sim a sua carência, que faz com que você se sujeite a essa humilhação amorosa.

Cristiane – As pessoas pensam que para lidar com a carência precisam entrar em um novo relacionamento. Existe até um velho ditado popular que diz que “só se cura um amor com outro amor”, o que não é real e no seu caso só está lhe fazendo mal. Pelo fato de estar triste e decepcionada, logo que apareceu este homem, que lhe deu um pouco mais de atenção, você se entregou, ou seja, você quis resolver seu problema de rejeição com um novo relacionamento. E, quando a pessoa entra em um relacionamento a dois dessa forma, fica fácil para o companheiro tirar proveito dela, pois sabe que não precisa fazer nenhum esforço para conquistá-la. É por essa razão que, no seu caso, ele liga quando quer, está com você quando quer e não a apresenta a ninguém. Prova disso é que há quatro meses você está com ele, mas ele não está com você. Amiga, não se resolve carência com um novo relacionamento. Você precisa se curar. Não entre mais em um relacionamento, não procure ninguém, nem mesmo seu ex-marido. Você precisa se curar para que esteja bem consigo mesma, você precisa estar feliz sozinha e isso é possível, mesmo que você tenha passado por várias decepções amorosas. Procure as palestras da “Terapia do Amor” e aprenda a ter um relacionamento inteligente.

FONTEUniversal
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia