Professora usa seu próprio dinheiro para comprar comida para seus alunos com dificuldades.

Resiliência Humana
professora-usa-seu-proprio-dinheiro-para-comprar-comida-para-seus-alunos-com-dificuldades

Professora usa seu próprio dinheiro para comprar comida para seus alunos com dificuldades.

Maisarah Hannan (Malásia) se dedica a essas tarefas desde março, depois que seus alunos lhe pediram ajuda para suas casas com uma economia frágil.

Graças às redes sociais, ela conseguiu alcançar mais pessoas e expandir sua rede de apoio.

Histórias inspiradoras continuam a surgir nestes tempos difíceis da pandemia, que afetou a vida de praticamente todas as pessoas e a história dessa professora é uma delas.

Nesta ocasião iremos para a Malásia, onde uma professora generosa, conhecida como Maisarah Hannan, usa seu próprio dinheiro para comprar e distribuir alimentos e produtos básicos para seus alunos que estão passando por dificuldades econômicas em tempos de COVID-19 e isolamento.

professora-ajuda-seus-alunos-em-momento-difícil
FB: Maisarah Hannan

A educadora de 35 anos comentou que se sentia muito triste pelo grande número de mensagens que seus alunos lhe enviavam, nas quais pediam principalmente comida para suas casas. Por isso resolveu pegar o touro pelos chifres e, com suas economias, começou a traçar um plano para ajudar os meninos.

“Eles não pedem muito, só querem comida. Tentei encontrar maneiras de sustentá-los, gastando meu próprio dinheiro e obtendo o máximo de ajuda possível de outros professores. —Maisarah Hannan para Harian Metro –

professora-entrega-alimento-para-seus-alunos-carentes
FB: Maisarah Hannan

Hannan também comentou que alguns de seus alunos vêm de famílias em situação precária e que seus pais foram demitidos ou não conseguem encontrar trabalho por causa da pandemia. Foi assim que decidiu visitá-los com um grupo de colegas para distribuir esses suprimentos básicos.

A mulher, originária da região de Tawau, trabalha auxiliando famílias vulneráveis ​​desde março, quando o primeiro ciclo de confinamento começou na Malásia. Ela diz que a popularidade de suas postagens no Facebook permitiu que ela atingisse mais pessoas necessitadas.

“Recebo informações no Facebook de pessoas que precisam de ajuda. Eles escrevem para mim e pedem ajuda. Normalmente, depois que me dão o endereço, mando um pacote de comida com um amigo. Outras vezes, encontro mais pessoas necessitadas da minha própria investigação ou de outros colegas ”. —Maisarah Hannan para Harian Metro –

professora-compra-comida-para-seus-alunos-carentes
FB: Maisarah Hannan

Maisarah tem uma história de ajudar quem mais sofre, tornando-se quase a principal atividade de sua vida. É uma verdadeira inspiração para todos!

Histórias como essa nos inspiram a fazer o bem mesmo quando acreditamos que temos poucos recursos para isso.

*Com informações UPSOCL.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






COMENTÁRIOS




Resiliência Humana
Bem-estar, Autoconhecimento e Terapia