Problemas familiares não podem atrapalhar o seu trabalho, mas afetam!

Quem não vive ao menos um problema familiar atualmente, pode se considerar um felizardo, ou melhor, alguém “fora do normal”, que não faz parte do que já é considerado, comum.

Acontece que:

Normalizar os problemas familiares leva a uma somatização de traumas emocionais que se arrastam pela vida a fora.

E acabam afetando, outras áreas da nossa vida, abalando as nossas estruturas interiores, desajustando o nosso foco e dificultando as nossas decisões.

Os problemas familiares influenciam as nossas escolhas, justamente porque as interpretações que fazemos quando estamos com o nosso emocional abalado, quase sempre, acabam sendo equivocadas.

Se você olhar conscientemente para tudo o que fvocê fez em um dia onde as suas emoções estavam a flor da pele, e pensar o que tería feito ou escolhido fazer se, estivésse mais calmo e tranquilo, logo vai perceber que os seus resultados teriam sido totalmente diferentes, mais positivos.

No fundo a gente sabe que não deve deixar que os problemas familiares nos afetem a ponto de atrapalhar as tarefas que precisamos desempenhar, tão necessárias para que a gente consiga realizar os nossos sonhos, mas parece mais forte do que nós.

A gente precisa respirar fundo, buscar o amor bem dentro de nós e liberar a dor! São ações simples e necessárias, mas precisam ser feitas a todo momento, conscientemente, até reestabelecer o equilíbrio interior.

Caso a gente não faça isso, a gente sente o mundo desabando e esmagando tudo por dentro. Por isso é preciso expandir e não permanecer contraído!

É preciso buscar no sentimento, que, inspira, que ainda se tem muito amor para dar. E não querer ver seu mundo sem amor.

Falar de tudo o que sente, mesmo com medo de se perder nesse labirinto. Olhar para si mesmo com carinho e se dar um tempo. Respeitar o seu momento. Parar por alguns minutos, talvez horas, até se recompor, até que você esteja pensando melhor, até que você tenha conseguido parar de julgar.

Fingir que está tudo bem e ir trabalhar pode gerar problemas no ambiente profissional porque muitas vezes, você começa a ver problemas onde não existem ou até criar cenários de conspiração. Fica suscetível a cometer algum erro que não pode ser revertido com qualquer ação simples. Pode se colocar em uma saia justa por fazer um comentário infeliz, entre outras milhares de situações, podem acontecer quando você está enfrentando muitos problemas familiares.

Fazer qualquer trabalho de cabeça quente, de qualquer jeito, é desrespeitar o sagrado da vida, o real prazer em servir.

Servir é mágico, é o que te coloca em movimento, no fluxo da vida. Por isso, precisa ser leve e prazeiroso, não pesado e doloroso. Precisa ser feito de amor.

Se você está enfrentando um problema familiar e você sente que está afetando outras áreas da sua vida, inclusive a profissional, você precisa de ajuda. Envie um direct para @rhamuche e agende uma consulta individual. Quando você olha para esse problema com amor, esse amor espalha para todas as áreas da sua vida.

Conta comigo!

*DA REDAÇÃO RH. Texto de Robson Hamuche, idealizador do Resiliência Humana, terapeuta transpessoal e Constelador Familiar.

VOCÊ JÁ VISITOU O INSTAGRAM E O FACEBOOK DO RESILIÊNCIA HUMANA?

SE TORNE CADA DIA MAIS RESILIENTE E DESENVOLVA A CAPACIDADE DE SOBREPOR-SE POSITIVAMENTE FRENTE AS ADVERSIDADES DA VIDA.

RECOMENDAMOS









Robson Hamuche é Terapeuta transpessoal com especialização em constelação familiar, compõe a equipe de terapeutas do Instituto Tadashi Kadomoto (ITK). É também idealizador e sócio-proprietário do Resiliência Humana, grupo de mídia dedicado ao desenvolvimento humano, que reúne informação de qualidade acerca de todo o universo do desenvolvimento pessoal, usando uma linguagem leve e acessível.